sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Salpicão de Forno


Peguei essa receita com minha mãe, ela ainda não fez, passei na frente dela e fiz para o Natal. É diferente e um pouco sofisticada. De salpicão tem só o nome, não achei nada parecido. A receita tá aprovada!

Ingredientes:

500 gramas de peito de frango
1/2 lata de milho verde
1/2 lata de ervilhas
1 caixa de creme de leite
50 gramas de queijo parmesão ralado
100 gramas de batata palha
2 colheres (sopa) de amido de milho
1 copo (grande) de leite
Cerca de 150 gramas de "catupiry"
1 tomate picado, sem pele e sem sementes
1 pimentão pequeno picado

Modo de preparo:

Limpar o frango, temperar, cozinhar e desfiar. Regofar o tomate, o pimentão, o milho e as ervilhas. Juntar o frango e a batata palha. À parte, aquecer o leite com o creme de leite e o amido de milho dissolvido em um pouquinho de leite. Misturar este creme com o reservado de frango e despejar numa travessa. Cobrir com uma camada de catupiry, salpicar o parmesão ralado e levar ao forno para gratinar.

Dicas:

A receita original levava um copo de requeijão no lugar do catupiry.

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Peito de Peru com Bacon


Na minha ceia teve peito de peru. Comprei daquelas embalagens de 1 kg, pois a ceia era só para 2 pessoas. Ainda assim tinha muuuita carne. Esse peito de peru veio temperado, mas como limpei novamente (nunca confie na limpeza de uma carne, mesmo quando tá escrito na embalagem que é só colocar no forno) acabei temperando de novo, pois uma parte do tempero acaba saindo. Pesquisei umas receitas na internet e vi que muita gente assa peito de peru no vinho branco. Resolvi experimentar!

Ingredientes:

1 quilo de peito de peru
1/2 xícara (chá) de vinho branco
1 colher (chá) de tempero caseiro
Ervas a gosto (usei orégano, salsa e manjericão)
150 gramas de bacon picadinho
Manteiga a gosto

Modo de preparo:

Retire a rede e a pele que envolvem a carne. Limpe bem. Numa xícara, misture o vinho, o tempero e as ervas. Esfregue bem a mistura no peito de peru e deixe descansar por cerca de 30 minutos. Coloque a carne numa assadeira, derreta um pouco de manteiga e passe por toda a carne. Cubra com papel alumínio e leve para assar. Depois de 30 minutos, retire o papel alumínio e deixe a carne dourar. Numa panela, frite o bacon e reserve. Quando o peito de peru estiver pronto, corte em fatias finas e disponha numa travessa. Jogue um pouco de água quente na assadeira e despeje por cima da carne. Coloque o bacon e sirva.

Dicas:

Mesmo temperando novamente a carne, achei que ficou muito suave. Sugiro aumentar um pouquinho a quantidade de tempero.
O peito de peru é uma carne mais seca, por isso é sempre ideal servir com algum molho.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Saladinha na Taça


Queria fazer uma salada fácil e pequena para minha ceia de Natal. Peguei a ideia lá na comunidade de "culinária-receitas" do orkut. A receita postada lá era de uma salada num copinho para ser servida como entrada, levava um molho de queijo, mais ingredientes e também 2 tipos de frutas. Como não gosto de misturar doce com salgado, resolvi tirar só a ideia de fazer a saladinha na taça. Achei a ideia ótima: fica uma salada pequena e bonita.

Ingredientes:

1 cenoura pequena ralada (ralo fino)
4 fatias de peito de peru picadas
100 gramas de queijo minas, em cubos
1 pimentão verde pequeno, em rodelas
12 tomates cereja
Um molho de sua preferência (usei o molho rose, da "Hellmann's")

Modo de preparo:

Em 4 taças, vá distribuindo os ingredientes na ordem, fazendo camadas. Cubra com filme plástico e leve para gelar. Coloque molho a gosto apenas na hora de servir.

Dicas:

Se quiser uma receita mais elaborada, aumente a quantidade de ingredientes. Você pode colocar frango desfiado, milho, ervilhas, palmito e até mesmo frutas.
O molho também pode variar, usei um que já tinha aqui em casa.

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Arroz Cremoso de Queijo e Ervilhas


Adoro arroz com queijo, principalmente quando fica bem molhadinho, uma "papa" mesmo rsrsrsrs. Coloquei 3 tipos de queijos nessa receita, e usei ervilhas congeladas que na minha opinião são bem melhores do que a de lata.

Ingredientes:

1 xícara (chá) de arroz lavado e escorrido
1 xícara (chá) de ervilhas cozidas
50 gramas de queijo parmesão ralado
50 gramas de mussarela
2 colheres (sopa) de requeijão cremoso
Sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:

Cozinhe e tempere o arroz como de costume. Quando o arroz estiver quase pronto (quase seco), coloque as ervilhas e os queijos. Misture bem, tampe a panela por 1 minuto. Transfira para uma travessa, coloque mais um pouco de parmesão e sirva.

Dicas:

Esse arroz deve ser servido tão logo fique pronto para não perder a cremosidade.
Quando essa receita sobra, o arroz não fica tão bom quanto no primeiro dia. Evite preparar uma quantidade muito grande.

domingo, 26 de dezembro de 2010

Chocotone Trufado de Limão



Nunca gostei de panetone, mas acho que tem que ter para a ceia de Natal. Quando saiu no mercado o primeiro chocotone, fiquei animada porque finalmente comeria um panetone sem aquelas terríveis frutas cristalizadas. Foi uma decepção ao provar e perceber que não tinha quase nada de chocolate lá dentro. Depois de um tempo, surgiram mais novidades, como o chocotone mousse, alpino, etc. Desses eu não tenho do que reclamar, realmente tem bastante recheio. Um dia, navegando pela comunidade de culinária do orkut, me deparo com uma receita de chocotone trufado de limão, postado pela Izabel Augusta (dona também da receita de bolo cavado que já postei aqui). Amei a ideia dela, que é rechear de verdade um chocotone. Fica muito mais gostoso e é muito fácil de fazer.

Ingredientes:

1 chocotone
1 caixinha de creme de leite
200 gramas de chocolate branco
1 lata de leite condensado
4 limões

Modo de preparo:

Desembalar o chocotone e cortar uma tampa. Cavar o miolo e picar em pedaços pequenos. Reservar. Numa vasilha, misturar bem o leite condensado com o suco de limão coado. Numa panela, derreter em fogo baixo o creme de leite com o chocolate branco. Esperar esfriar e misturar com o creme de limão. Separar um pouquinho deste creme para decorar. Misturar o miolo reservado do chocotone ao creme. Despejar dentro do chocotone, colocar a tampa e levar para gelar. Depois de ficar uns 30 minutos na geladeira, retire e decore com o creme reservado. Coloque raspas de limão a gosto e 2 fatias para decorar.

Dicas:

Na receita da Izabel, ela coloca suco de 2 limões apenas. Eu queria que ficasse mais azedinho, então dobrei a quantidade de suco.
Essa receita permite uma infinidade de recheios: maracujá, chocolate ao leite, chocolate branco, chantilly, sorvete, etc. É só usar a imaginação.
O chocotone deve ficar na geladeira, tire exatamente na hora de servir. Quanto mais gelado, mais gostoso.
O tempo de validade da receita é curto. O chocotone começa a ficar seco e duro na geladeira, por isso, consuma em no máximo 2 dias. Também recomendo passar um filme plástico por fora para cobri-lo (fiz isso depois que comemos, para não estragar a decoração).

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Alfajor


Há uns anos atrás, minha cunhadas voltaram da Argentina trazendo uns doces e chocolates de uma tal de Havanna. Eu nem sabia da existência dessa marca, até que minha sogra me deu um alfajor. Ah... depois que provei um, tornou-se um dos meus doces favoritos. Gostei mesmo quando meu marido foi estudar em São José dos Campos e descobri que lá havia algumas lojas Havanna. Comi muitos alfajores durante esse período, e também quando fui em lua de mel para Buenos Aires, quando morei em SJC por 1 ano e meio e também quando estive no Chile. Aproveitei bem todas as oportunidades, inclusive foi a lembrancinha do meu casamento, no lugar dos bem-casados.
Na Argentina o preço é muito menor do que no Brasil, vale a pena trazer uns para estocar. Além do famoso alfajor, o doce de leite e um outro chocolate que só é vendido no inverno - não lembro o nome, mas parecia uma gota com muuuito doce de leite - são maravilhosos. Pena que aqui não tem :-(
Por causa do gosto que tomei por alfajores, fiquei doida com essa receita que minha amiga Lourdes Maria postou na comunidade "Culinária-Receitas" do orkut. Não é igual aos alfajores Havanna, mas é uma receita deliciosa que vale a pena ser feita para quem curte esse tipo de doce.
O tradicional alfajor é um doce típico dos países ibero-americanos, composto de 2 ou 3 camadas de massa, que após assadas devem ser levemente crocantes e macias, quase esfarelando, mas firmes, com recheio de doce de leite coberto com chocolate derretido ou açúcar de confeiteiro.

Ingredientes:

100 gramas de margarina
1 xícara (chá) de açúcar refinado (peneirado)
1 colher (café) de essência de baunilha
4 gemas
2 xícaras (chá) de amido de milho
1 xícara (chá) de farinha de trigo (peneirada)
1/2 casca ralada de um limão (não coloquei)
1 pitada de sal
1 colher (café) de fermento em pó
Doce de leite para rechear
Chocolate ao leite derretido para banhar

Modo de preparo:

Na batedeira, bater a margarina, o açúcar e a casca do limão. Colocar as gemas uma a uma, sem parar de bater, até ficar bem misturado. Juntar a essência de baunilha. Quando o creme estiver claro e fofo, parar de bater. Juntar os ingredientes secos e misturar bem. Transferir a massa para uma superfície seca e enfarinhada, amassar bem. A massa deverá ficar lisa, sem grudar nas mãos. Abrir a massa com um rolo, entre 2 plásticos. Cortar a massa com o auxílio de uma xícara ou copo no tamanho desejado e levar para assar numa fôrma untada e enfarinhada. Esperar esfriar totalmente, retirar da fôrma, rechear a gosto e banhar no chocolate derretido. Transferir para uma superífie coberta com papel manteiga e esperar secar.

Dicas:

Não deixe os biscoitos passarem do ponto, senão ficam muito quebradiços e rechear torna-se impossível. Devem ficar bem branquinhos. Cuidado porque assa rápido!
Se quiser, use chocolate branco ou uma calda de açúcar de confeiteiro e limão para banhar.
Na postagem da Lou, ela também sugere que os alfajores sejam recheados com brigadeiro.

sábado, 18 de dezembro de 2010

Torta Crocante Colorida



Meu marido chamou essa torta de "torta crocante de sobras de geladeira". Não coloquei esse nome, é óbvio, mas é bem verdade que para o recheio saí catando o que sobrava na geladeira. Acabou ficando tão cheia de cores pela variedade dos ingredientes que nomeei de "Torta Crocante Colorida". A massa é da postagem da Joana ("Culinária - Receitas" do Orkut), o recheio dela era de carne moída com queijo. A massa é muito boa e fica levemente crocante.

Ingredientes:

Para a massa:
350 gramas de farinha de trigo
Sal a gosto
1 colher (sobremesa) de fermento em pó
100 gramas de margarina (5 colheres de sopa)
2 ovos
1 gema para pincelar
Queijo parmesão para polvilhar

Para o recheio:
200 gramas de presunto
1/2 lata de ervilha
1/2 lata de milho verde
2 tomates picados, sem pele e sem sementes
1 pimentão picado
100 gramas de mussarela
100 gramas de catupiry
Sal, pimenta e salsa a gosto

Modo de preparo:

Para a massa:
Misturar a farinha, o fermento e o sal. Juntar os ovos e a margarina e misturar bem (se necessário, colocar um pouco mais de farinha). A massa não deve grudar nas mãos. Numa fôrma redonda de fundo removível (20 cm de diâmetro), abra 3/4 da massa.

Para o recheio:
Numa vasilha, misturar o presunto, a ervilha, o milho, os tomates, o pimentão e os temperos. Coloque o recheio, espalhe o catupiry e cubra com a mussarela. Cubra com a massa restante, pincele a gema, polvilhe o parmesão e leve para assar até dourar.

Dicas:
Não dá para abrir essa massa com o rolo, a não ser entre 2 plásticos, pois é um pouco quebradiça.
Os tomates soltam um pouco de água no recheio enquanto está assando, dessa vez eu coloquei, o que não farei na próxima vez que fizer esta receita.
Você pode colocar o recheio que quiser - carne, frango, legumes, bacon, etc.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Frango Escondidinho



Tirei a ideia dessa receita da comunidade do orkut "Culinária - Receitas", da Lene Portugal. Fiz várias alterações na receita original e por isso mudei até o nome. É uma boa opção para quem não gosta de comer vegetais, pois o brócolis, no caso, fica "mascarado" no meio da receita.

Ingredientes:

4 filés (cerca de 800 gramas) de peito de frango
1/2 cebola picadinha
1 colher (sopa) de azeite
400 gramas de brócolis
1 copo de requeijão
500 mL de leite
1 colher (sopa) de manteiga
1 colher (sopa) de farinha de trigo
100 gramas de muçarela
50 gramas de queijo parmesão ralado
Sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:

Tempere, cozinhe e desfie o frango. Numa panela, refogue a cebola e o azeite. Junte o frango e misture bem. Coloque numa travessa.
Faça um molho branco: derreta a margarina, coloque o leite e espere ferver. Dissolva a farinha de trigo em um pouquinho de leite e junte ao molho, mexendo bem até engrossar. Tempere a gosto. Despeje o molho por cima do frango na travessa. Cubra com muçarela.
Cozinhe o brócolis no vapor, corte em pedaços médios e espalhe por cima da mussarela. Coloque por cima o requeijão com o auxílio de uma colher. Finalize com o queijo parmesão ralado e leve ao forno até borbulhar.

Dicas:

Fiz a receita com brócolis, também deve ficar bom com couve flor, cenoura, ou até uma mistura de vários vegetais e legumes.
Usei aqueles pacotinhos de brócolis congelado, de 400 gramas.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Pavê Bicolor na Taça


Inventei essa receita pensando em praticidade (e em usar minhas novas taças de sobremesa!), já que queria um doce pra comer no mesmo dia. O resultado foi um pavê leve com contraste azedinho/doce (chocolate e maracujá combinam muito bem), os cremes são levemente aveludados. Vamos a receita:

Ingredientes:

Para o creme de maracujá:
1 lata de leite condensado
1 lata de suco de maracujá concentrado

Para o creme de chocolate:
250 gramas de chocolate ao leite
1 caixinha de creme de leite
1 caixinha de chantilly pronto

Para a montagem:
Cerca de 6 biscoitos tipo "champagne"
2 bombons Sonho de Valsa

Modo de preparo:

Para o creme de maracujá:
Misture os ingredientes até ficar um creme homogêneo.

Para o creme de chocolate:
Pique o chocolate em pedaços pequenos e leve ao fogo baixo com o creme de leite, mexendo sempre até derreter e formar um creme. À parte, bata o chantilly (que deve estar gelado) até ficar firme. Junte o creme de chocolate ao chantilly e misture bem.

Para a montagem:
Em taças, coloque uma porção do creme de maracujá. Pique os biscoitos em 3 partes e coloque 2 pedaços em cada taça. Despeje o creme de chocolate por cima. Leve para gelar. Quando estiver firme, enfeite com um pedaço de bombom Sonho de Valsa.

Dicas:
Se preferir, troque os biscoitos champagne por biscoitos tipo "maizena" ou até mesmo por bombons picados.
Essa receita rende 8 taças.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Bolinhos de Mandioca


Fiz esses bolinhos para fugir um pouco da tradicional mandioca frita, já que não sei fazer muitos pratos com mandioca. Aqui em Belém é muito comum, eles chamam de macaxeira e comem em muitas receitas. Um prato típico é a maniçoba (ainda não tive coragem de comer) - uma espécie de feijoada paraense, é um cozido com carne de porco que ao invés do feijão, leva folhas de mandioca brava cozida por muitos dias. Tem aspecto de feijoada mesmo, com todas aquelas carnes de porco.
Vamos a receita dos bolinhos, que é muito simples:

Ingredientes:

3 xícaras (chá) de mandioca cozida e reduzida a purê
1 colher (chá) rasa de sal
½ colher (café) de pimenta
2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
1 a 2 gemas
Farinha de trigo para passar as bolinhas
Óleo para fritar

Modo de preparo:

Juntar todos os ingredientes, amassar até dar liga, e fazer bolinhos do tamanho desejado. Passar pela farinha e fritar poucas por vez e rapidamente, em óleo bem quente, até que dourem. Escorrer em papel absorvente. Servir imediatamente.

Dicas:

Esse bolinho fica meio sem graça sem recheio. Dessa vez eu coloquei presunto e queijo. Caso queira fazer sem recheio mesmo, molde bolinhos pequenos.
Amasse a mandioca assim que retirar da panela, principalmente se você não tiver um moedor. Se a mandioca esfriar, fica impossível amassar depois. Como eu não tenho moedor, prefiro amassar com um garfo, e na hora da modelagem retirar os pedacinhos duros que ficaram.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Bolo Simples Gelado


Quem gosta de bolo molhadinho vai adorar esse daqui. Peguei uma receita postada pela Flor na comunidade "Culinária - Receitas", dei uma modificada no bolo (preferi fazer um bolo que já estava acostumada, para não errar!) mas mantive a calda original. Fica bem úmido e geladinho.

Ingredientes:

Para o bolo:
1 xícara (chá) de leite
2 ovos
2 xícaras (chá) de açúcar
2 colheres (sopa) de margarina
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó

Para a calda:
1 lata de leite condensado
1 vidro de leite de coco

Modo de preparo:

Para o bolo:
Peneirar os ingredientes secos. Misturar os outros ingredientes restantes e bater muito bem. Untar uma fôrma e colocar para assar no forno pré-aquecido.

Para a calda:
Bater os ingredientes no liquidificador. Depois de assado, furar todo o bolo e despejar a mistura reservada, molhando todo o bolo. Quando o bolo estiver frio, cobrir a assadeira com papel alumínio e levar para gelar por cerca de 2 horas. Cortar em pedaços e embrulhar em papel alumínio.

Dicas:

Essa receita também fica deliciosa com um bolo de chocolate.
Se quiser, coloque por cima um pouco de coco ralado.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Purê de Batatas de Forno


A foto não está das mais bonitas mas garanto que a receita é boa. É um jeito diferente de fazer purê de batatas, e eu diria que é mais gostoso do que o purê tradicional. A receita foi postada pela Angela, na comunidade "Culinária - Receitas" do Orkut.

Ingredientes:

6 batatas grandes
3 colheres (sopa) de requeijão cremoso
200 gramas de presunto picadinho
200 gramas de mussarela picadinha
3 colheres (sopa) de queijo parmesão
Salsa, cebolinha e sal a gosto
2 claras em neve
Azeite para untar
Farinha de rosca para polvilhar

Modo de preparo:

Cozinhar as batatas. Depois de cozidas, descascar e passar pelo espremedor. Juntar o requeijão, o presunto, a mussarela, a salsa, a cebolinha e o queijo parmesão. Misturar tudo muito bem. Bater as claras em neve e juntar delicadamente ao purê. Numa fôrma com furo central, untar com azeite e polvilhar farinha de rosca. Despejar o purê e salpicar farinha de rosca. Levar ao forno quente e deixar dourar. Desenformar e colocar num prato de servir.

Dicas:

Achei a receita muito grande e fiz metade, aí acabou ficando baixinho na fôrma. O segredo para ficar bonito depois de desenformado é untar e polvilhar muito bem a fôrma. O meu acabou grudando um pouco, acho que foi porque não coloquei tanta farinha.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Brownie de Ovomaltine


Fui comprar mais ovomaltine e encontrei essa receita na embalagem. Adoro brownie, mas nunca tinha feito, comia em padarias. Brownie é um bolo típico dos Estados Unidos, com gosto forte de chocolate. É levemente úmido e fica baixinho na fôrma. Essa receita é uma variação do tradicional brownie, muito simples de fazer.

Ingredientes:

100 gramas de chocolate meio amargo picado
170 gramas de manteiga sem sal
4 ovos
250 gramas de açúcar (cerca de 1 e 1/2 xícara de chá)
280 gramas de farinha de trigo (cerca de 2 xícaras de chá)
3 gramas de fermento em pó (cerca de 1 colher de chá)
210 gramas de ovomaltine (7 colheres de sopa)
50 gramas de nozes picadas

Modo de preparo:

Derreter o chocolate com a manteiga e reservar. Bater na batedeira os ovos e o açúcar até ficar um creme claro. Juntar a farinha de trigo e o fermento, misturar bem. Acrescentar o ovomaltine, as nozes e o chocolate derretido reservado, mexendo delicadamente. Colocar numa assadeira média, untada e enfarinhada. Levar ao forno pré-aquecido, por cerca de 20 a 25 minutos.

Dicas:

Para saber quando o brownie está pronto, enfie um palito nas bordas da assadeira, se sair seco, está pronto. No centro da assadeira, o palito deverá sair ligeiramente úmido. Se você deixar assar demais, o brownie ficará duro.
Usei castanhas ao invés de nozes.
O brownie tem um tempo de duração muito curto (cerca de 2 dias), fica duro e seco bem rápido. Fiz metade dessa receita, numa assadeira pequena, rendeu 6 brownies médios.

domingo, 5 de dezembro de 2010

Fusilli à Carbonara


Aqui em casa, em alguns domingos, é dia de mandar o marido para cozinha! Bom, na verdade ele se ofereceu para fazer o almoço hoje. E eu estava com essa receita da minha amiga Ligia Matyniak - que também tem um blog - http://torturasdaligia.blogspot.com, guardadinha para uma ocasião que pedisse um prato bem fácil e rápido para preparar. Como ele não tem tanta "paciência" na cozinha, sugeri o preparo dessa receita. Massas estão se tornando a especialidade dele...

Ingredientes:

500 gramas de fusilli de boa qualidade
1 lata de creme de leite
150 gramas de queijo parmesão ralado
3 gemas
250 gramas de bacon picadinho
Sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:

Fritar o bacon e reservar. Numa vasilha, misturar o creme de leite com o queijo parmesão. Colocar sal e pimenta a gosto. Peneirar as gemas e misturar bem. Cozinhar o macarrão com água e sal, escorrer e despejar bem quente sobre o creme. Mexer bem e servir imediatamente.

Dicas:

As gemas vão no creme cruas mesmo, serão cozidas pelo macarrão quente. Por isso é importante colocar a massa rapidamente no creme.
Para evitar aquele gosto forte de ovo, as gemas deverão ser passadas por uma peneira.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Suflê Colorido de Carne



Tirei essa receita da internet, mas não lembro de onde e nem de quem era. Só sei que estava salva aqui no meu computador, e ontem quando eu procurava por uma receita prática e inédita, encontrei esta. Achei bem diferente e gostosa.

Ingredientes:

300 gramas de carne moída
1/2 lata de ervilha
1/2 lata de milho
1 cenoura média, cozida e picada em cubinhos
1 pimentão pequeno, picado em cubinhos
1/2 cebola picadinha
2 tomates, sem pele e sem sementes, picados em cubos
2 ovos
100 gramas de mussarela
50 gramas de queijo parmesão ralado
1 lata de creme de leite
Sal, pimenta e salsa a gosto

Modo de preparo:

Refogue a carne moída, tempere a gosto. Junte a cebola, o pimentão e o tomate e deixe cozinhar um pouquinho. Acrescente o milho, a ervilha, a cenoura e a salsa. Misture bem e reserve. Numa vasilha, bata os ovos até dobrarem de volume. Misture o creme de leite e coloque uma pitada de sal. Junte esse creme ao refogado e mexa bem. Unte uma travessa com óleo e despeje a mistura. Cubra com a mussarela e por cima coloque o parmesão. Leve ao forno até a superfície ficar bem dourada. Sirva quente.

Dicas:

Deixe a carne bem sequinha quando estiver fazendo o refogado, caso contrário, depois que o suflê estiver assado, a carne vai soltar uma água no fundo da travessa.

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Pavê de Ovomaltine


Sabe quando procuramos uma sobremesa fácil, rápida e muito gostosa para fazer? Tá aí a receita! Essa eu tirei da comunidade "Culinária - Receitas" do orkut, quem postou foi a Fefa. Fiz umas alterações na postagem original dela.

Ingredientes:

Para o primeiro creme:
1 lata de leite condensado
1 e 1/4 xícara (chá) de leite
1 colher (sopa) de amido de milho
1 gema
1 colher (café) de essência de baunilha

Para o segundo creme:
2 caixinhas de creme de leite
1 xícara (chá) de ovomaltine

Para a montagem:
Cerca de 200 gramas de biscoito tipo "maizena"

Modo de preparo:

Para o primeiro creme:
Bater no liquidificador o leite condensado, o leite, o amido de milho e a gema passada pela peneira. Despejar numa panela e levar ao fogo até engrossar.

Para o segundo creme:
Bater no liquidificador o creme de leite com o ovomaltine.

Montagem:
Espalhar uma camada de biscoitos numa travessa. Despejar o primeiro creme, ainda quente. Colocar mais uma camada de biscoitos, e despejar o segundo creme. Levar para gelar. Quando for servir, espalhe um pouco de ovomaltine por cima. Sirva bem gelado.

Dicas:
A receita original da Fefa levava apenas 1 camada de biscoito, que deveria ser triturado no liquidificador e espalhado entre os 2 cremes. A receita dela era maior, resolvi fazer apenas a metade.
Coloque o ovomaltine apenas na hora de servir o pavê, pois o pó acaba sendo "absorvido" pelo creme e os pedacinhos crocantes vão embora com o tempo.
Se quiser, faça com biscoitos tipo "champagne".
Caso seja do seu gosto, passe os biscoitos pelo leite antes de colocar na travessa. Ficará mais úmido.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Frango Imperial


Não sei de onde eu tirei essa receita, mas depois que a descobri no meu acervo, tornou-se comum aqui em casa. Um jeito bem fácil de fazer frango, tenho que confessar que não é nada light... mas é muito boa!

Ingredientes:

1 quilo de filé de frango
Temperos a gosto
Farinha de rosca
Queijo parmesão ralado
Salsa
Margarina ou manteiga

Modo de preparo:

Limpe bem o frango, corte em cubos médios e tempere a gosto. Deixe descansar um pouco. Numa panela, derreta um pouco de margarina (derreto cerca de 2 colheres (sopa), se for necessário, derreto mais). Passe cada pedaço de frango pela margarina derretida, deixando envolver bem. Numa vasilha, faça uma mistura de farinha de rosca, queijo parmesão e salsa (eu coloco cerca de 1 xícara (chá) de farinha e 1 xícara (chá) de queijo, polvilho salsa a gosto). Transfira cada pedaço de frango para esta vasilha, aperte bem para grudar. Coloque os pedaços de frango numa assadeira e leve ao forno por cerca de 15 a 20 minutos. Sirva imediatamente.

Dicas:

O frango fica bem macio e com um gostinho de queijo.
Ao retirar os pedaços de frango da margarina, escorra-os bem com uma colher, para que não fiquem tão gordurosos.
Se desejar um sabor mais acentuado de queijo, aumente a quantidade. Não costumo medir muito quando faço essa receita, vai mesmo "no olho".

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Bolo de Brigadeiro Branco



Ontem foi aniversário do meu marido e fiz esse bolo pra ele. Breguices à parte, esse é para quem gosta de tudo excessivamente doce. Algumas pessoas diriam que o bolo é enjoativo. Eu, particularmente, prefiro menos açúcar e o sabor mais forte de chocolate ao leite, ou até mesmo do meio amargo. Mas... agradando o aniversariante, puxei a sardinha pro lado dele. E falando nisso, feliz aniversário Bruno!

Ingredientes:

Para o bolo:
3 ovos
1 e 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo
1 xícara (chá) de açúcar
50 mL de óleo
100 mL de água
1 colher (sobremesa) de fermento em pó

Para o recheio:
1 lata de leite condensado
100 gramas de chocolate branco ralado
1 caixinha de creme de leite

Para a cobertura:
200 gramas de chocolate branco ralado
Cerca de 5 colheres (sopa) de creme de leite

Modo de preparo:

Para o bolo:
Bater as claras em neve, até que fiquem bem firmes. Sem parar de bater, adicionar as gemas, uma a uma. Juntar o açúcar e bater muito bem, até formar uma mistura leve e fofa. Ferver o óleo e a água juntos, colocar na mistura e bater levemente, apenas para misturar. Tirar da batedeira, juntar a farinha de trigo delicadamente com um fouet. Por último, misturar o fermento. Levar para assar numa fôrma de fundo removível (20 cm de diâmetro), untada e enfarinhada.

Para o recheio:
Misturar todos os ingredientes e levar ao fogo. Mexer sem parar, até desgrudar levemente da panela.

Para a cobertura:
Colocar o chocolate com o creme de leite numa panela, levar em fogo baixo e mexer sempre até formar um creme.

Montagem:
Espere o bolo esfriar e corte-o em duas partes. Na própria fôrma onde o bolo foi assado, coloque uma parte do bolo. Molhe com uma calda de sua preferência (usei leite). Espalhe o recheio (espere esfriar um pouco). Molhe a outra parte do bolo e coloque por cima do recheio. Leve para gelar por cerca de 6 horas. Retire o bolo da fôrma, espalhe a cobertura e decore á gosto.

Dicas:

Ao bater o bolo, bata o açúcar com as gemas e claras muito bem, tipo uns 10 minutos na velocidade 3 ou 4 da batedeira (depende de cada tipo). Se o açúcar não for bem dissolvido, a parte central do bolo ficará meio "melequenta" e pesada depois de assado. Bata bem mesmo.
Não deixe o recheio chegar ao ponto de enrolar na panela para não ficar muito duro. Deixe o brigadeiro um pouco mole.
Faltou um pouco de cobertura no meu bolo (como podem ver na foto), pois aqui em casa não tinha mais 200 gramas de chocolate. Fui teimosa e fiz assim mesmo, por isso algumas partes ficaram sem cobrir. Não use menos que 200 gramas! E se quiser cobertura sem miséria, pode até usar 2 barras de 170 gramas (aumente também a quantidade de creme de leite para cerca de 8 ou 9 colheres).
A consistência da cobertura depende da quantidade e qualidade do creme de leite que você usa. Eu gosto de usar sempre o da nestlè. Acerte o ponto desejado colocando o creme de leite aos poucos e mexendo bem.
A receita da massa desse bolo foi retirada da comunidade "Culinária - Receitas" do Orkut, de Cynthia Goetz.

sábado, 20 de novembro de 2010

Bolo Formigueiro


Peguei essa receita visitando um blog culinário que eu sigo - "Delícias Mil e Hummmm", da Deborah. Há tempos eu procurava uma boa receita de bolo formigueiro, gostei dessa e resolvi testar. O bolo fica uma delícia, muito fofo, a receita tá aprovada!

Ingredientes:

Para o bolo:
1 tablete de manteiga
4 ovos
1 e 1/2 xícara (chá) de açúcar
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó
1 colher (chá) de essência de baunilha
100 gramas de coco ralado
100 gramas de chocolate granulado
1 xícara (chá) de leite

Para a cobertura:
7 colheres (sopa) de açúcar
2 colheres (sopa) de achocolatado (usei chocolate em pó)
2 colheres (sopa) de manteiga
2 colheres (sopa) de leite

Modo de preparo:

Para o bolo:
Bater as claras em neve e reservar. Bater as gemas com o açúcar e a manteiga. Juntar a baunilha, a farinha de trigo, o coco e o leite. Por último, juntar delicadamente o chocolate granulado e as claras em neve. Levar para assar numa fôrma untada e enfarinhada.

Para a cobertura:
Misturar todos os ingredientes, levar ao fogo e despejar sobre o bolo quente.

Dicas:
O bolo fica muito fofo, por isso, espere esfriar um pouco antes de desenformar porque pode quebrar (fui apressadinha e o meu quebrou! rsrsrs).

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Rocambole Prestígio


A primeira vez que comi esse doce foi em um aniversário na casa dos meus tios. Amei a novidade, mas na época não sabia cozinhar nada, então só comia quando minha tia Dalva fazia nos aniversários! Tempos depois, minha mãe me deu uma revistinhas de receitas e para minha surpresa, lá estava o mesmo docinho. Não é uma receita difícil de fazer, mas exige paciência, uma vez que a massa que vai do lado de fora do doce é meio grudenta e para abrir dá um certo trabalho... que compensa!

Ingredientes:

Para a massa:
1 xícara (chá) de leite em pó
1 xícara (chá) de chocolate em pó
1/2 lata de leite condensado

Para o recheio:
50 gramas de coco ralado
1/2 lata de leite condensado

Modo de preparo:

Para a massa:
Misture bem o leite em pó e o chocolate, vá colocando leite condensado aos poucos até a massa desgrudar das mãos. Abra a massa com o rolo entre 2 pedaços de filme plástico, formando um retângulo. Espalhe o recheio e enrole como rocambole. Envolva com filme plástico e leve para a geladeira até endurecer. Quando o rocambole estiver firme, corte os docinhos na espessura desejada.

Para o recheio:
Numa panela, misturar o leite condensado com o coco. Mexer sempre até desgrudar da panela. Espere esfriar um pouco antes de rechear.

Dicas:

A massa já é bem docinha, então prefira usar chocolate em pó ao invés de achocolatado.
A quantidade de leite condensado que será usado na massa é variável, por isso, é importante que seja colocado devagar, e misturando sempre. A massa desgruda levemente das mãos, mas continua "melando" e grudando um pouco. Se perceber que "passou do ponto", coloque mais leite em pó ou chocolate.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Mousse de Maracujá


Tá aí outra receita muito fácil para ser feita em aniversários, é só misturar tudo e distribuir em copinhos! E fica uma delícia!

Ingredientes:

2 latas de leite condensado
Cerca de 1 lata e mais 3/4 de suco de maracujá concentrado
Raspas de chocolate ao leite

Modo de preparo:

Misturar o leite condensado com o maracujá até ficar uniforme. Distribuir em copinhos, colocar as raspas de chocolate e levar para gelar.

Dicas:

Já fiz essa receita com outros sucos, mas apenas o da marca "Maguary" ficou bom. Esse tem o sabor mais forte de maracujá, dá aquele "azedinho". Os outros deixaram a desejar, nem parecia que o doce era de maracujá. Melhor não economizar no suco!
Se preferir mais azedo, pode colocar a garrafa inteira de suco (500 mL) para essa quantidade de leite condensado.
O creme não fica tão firme depois de gelado. Se quiser mais consistente, dissolva meio pacote de gelatina sem sabor e junte ao creme. Eu não gosto muito de colocar gelatina nas receitas, acho que fica com sabor meio artificial.
Rendem cerca de 25 copinhos (com capacidade de 80 mL).

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Bolinhas de Queijo


Peguei essa receita com minha amiga Carol, faço nos aniversários aqui em casa e sempre faz sucesso! É fácil de fazer, principalmente porque não leva aquela massa cozida difícil de preparar e de acertar o ponto.

Ingredientes:

250 gramas de queijos à gosto
1 ovo
Sal e orégano a gosto
2 colheres (sopa) de farinha de trigo

Modo de preparo:

Rale os queijos, misture bem com os outros ingredientes e faça as bolinhas. Frite em óleo quente até dourar levemente.

Dicas:

Use os queijos que preferir. Costumo usar 100 gramas de mussarela, 50 de parmesão e 100 de queijo prato.
Acho que o gosto fica bem forte e por isso não coloco sal, apenas o orégano.
Frite as bolinhas em óleo bem quente para não desmancharem.
Essa receita rende cerca de 25 bolinhas.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Rondelli de Massa de Pastel


Quem acha que massa de pastel serve apenas para fritar pastel está completamente enganado! Tá aí uma outra utilidade!!! Achei essa receita na comunidade "Culinária - Receitas" do Orkut, quem postou foi a Angela Maria. Adorei a ideia dela, a receita é super prática e fácil de fazer, ótima quando estamos com pressa para fazer o almoço.

Ingredientes:

1/2 pacote de massa para pastel (rolo de massa com 400 gramas)
Fatias de presunto (cerca de 150 gramas)
Fatias de mussarela (cerca de 150 gramas)
1/2 copo de requeijão cremoso
Um molho de sua preferência
Queijo parmesão ralado a gosto

Modo de preparo:

Estique metade da massa de pastel numa superfície seca e limpa. Passe requeijão em toda a massa, usando uma colher. Distribua as fatias de presunto e depois as de mussarela, cobrindo todo o retângulo de massa. Enrole como rocambole e aperte bem. Corte os rondellis com cerca de 2 dedos de largura, e distribua-os numa travessa. Coloque o molho quente por cima, polvilhe parmesão e leve ao forno quente. Depois que borbulhar, deixe uns minutos para que a massa cozinhe no molho.

Dicas:

A receita orignial levava molho de tomate. Preferi fazer com molho branco (usei 1 colher (sopa) de manteiga, cerca de meio litro de leite, 1 colher (sopa) de requeijão, 2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado e 1 colher (sobremesa) de farinha de trigo dissolvida num pouquinho de leite, para engrossar). O molho, seja lá qual for, não pode ficar tão grosso.
Os rondellis devem ficar "boiando" no molho para que a massa cozinhe por completo.
Dá para inovar também nos recheios, colocando frango, 4 queijos, peito de peru, etc.
Essa receita rende de 8 a 9 rondellis. Se preferir uma quantidade maior, dobre a receita e use todo o rolo de massa.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Arroz Doce


Sempre que comia arroz doce, imaginava ser uma receita super trabalhosa. Nada disso! De tanto querer comer esse doce e não saber fazer, acabei pesquisando na internet, ouvindo umas dicas aqui e outras ali, e montei minha própria receita - bem fácil por sinal. E não é que funcionou?

Ingredientes:

1 xícara (chá) de arroz catado e lavado
Cerca de 2 xícaras (chá) de água
Cerca de 4 xícaras (chá) de leite
1 lata de leite condensado
4 colheres (sopa) rasas de açúcar
Canela em pó a gosto

Modo de preparo:

Numa panela, colocar o arroz com 1 xícara de água e 1 de leite. Deixe o fogo baixo e mexa sempre para não grudar no fundo. Quando o caldo estiver ficando grosso, coloque mais 1 xícara de água e 1 de leite. Continue mexendo sempre e vá acrescentando o leite restante até o arroz ficar macio. Junte o leite condensado e misture bem. Por último, coloque o açúcar e a canela a gosto.

Dicas:

A quantidade de leite é aproximada: se prefere mais cremoso, coloque menos. Caso prefira mais ralo, aumente.
Minha avó faz arroz doce e coloca raspas de limão no meio, para ficar aquele "azedinho". Fica aí a ideia!
Nas minhas pesquisas, notei que várias pessoas colocam gema de ovo no arroz doce. Eu não gosto muito de colocar ovo nesse tipo de receita porque acho que fica com gosto, mas se você gostar, bata no liquidificador 1 gema (passe antes pela peneira para remover aquela "pele") com um pouquinho de leite e junte ao creme.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Torta de Arroz


Sabe quando temos aquela sobra de arroz que está há dias na geladeira e queremos "dar um fim" pra ela? Essa receita é ótima para isso! Peguei com minha mãe; na verdade, era para ser um rocambole de arroz, mas a massa é meio quebradiça para ser enrolada, daí virou torta mesmo...

Ingredientes:

Para a massa:
2 xícaras (chá) de leite
2 xícaras (chá) de sobras de arroz
3 ovos inteiros
½ xícara (chá) de óleo
1 xícara (chá) de farinha de trigo
3 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
1 colher (sopa) de fermento em pó
1 colher (chá) de sal

Para o recheio:

500 gramas de carne moída
1 colher (sopa) de óleo
½ lata de ervilha
½ cebola picadinha
1 pimentão picado
2 tomates sem pele, picados
1 ovo cozido, picado
1 colher (chá) de amido de milho dissolvido em um pouco de água

Modo de preparo:

Para a massa:
Bater todos os ingredientes no liquidificador. Despejar a massa numa fôrma média, untada e enfarinhada, e levar para assar em forno pré-aquecido.

Para o recheio:
Numa panela, aquecer o óleo e refogar a carne. Deixar a água secar e fritar bem. Juntar a cebola, o pimentão, o tomate e a ervilha, mexer bem. Tampar a panela por alguns minutos para que os ingredientes fiquem cozidos. Acrescentar um pouquinho de água fervente e depois o amido de milho já dissolvido para que o recheio fique consistente, mas não muito cremoso. Quando o recheio estiver quase pronto, juntar o ovo picado e misturar bem. Desligar e deixar esfriar um pouco. Espalhar por cima da massa da torta já assada. Retornar ao forno por cerca de 5 minutos.

Dicas:

Recheie como quiser - frango, carne moída, presunto e queijo, bacon, etc.
Coloquei um pouco de catupiry e queijo parmesão por cima, e não coloquei o ovo cozido no recheio.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Risoto Milanês


Mais uma receita retirada de um dos meus livros portugueses. Adoro risotos, mas nunca tinha feito. Costumava comê-los em restaurantes. O modo de fazer é completamente diferente do tradicional arroz (antes eu achava que era só cozinhar arroz e misturar os ingredientes, nada a ver!). Essa receita é bem simples!

Ingredientes:

2 xícaras (chá) de arroz arbório
2 colheres (sopa) de manteiga
2 colheres (sobremesa) de manteiga
1/2 cebola picadinha
150 mL de vinho branco seco
Cerca de 1 L de caldo de legumes
85 gramas de queijo parmesão
1 colher (chá) de açafrão

Modo de preparo:

Derreter 2 colheres (sopa) de manteiga em fogo baixo. Juntar a cebola e fritar até que fique mole, mas não dourada. Juntar o arroz e cozinhar por cerca de 2-3 minutos, ou até que os grãos fiquem cobertos na manteiga e ganhem cor. Juntar o vinho ao arroz e misturar lentamente, de vez em quando, até que absorva bem. Colocar uma concha do caldo de legumes, bem quente, e mexer sempre para que o líquido seja absorvido antes de adicionar mais. Vá colocando o caldo até que o arroz fique macio, cuidado para não colocar demais (o arroz não deve ficar muito mole). Junte o açafrão, o queijo parmesão e as 2 colheres (sobremesa) de manteiga. Deixar no fogo rapidamente, apenas para derreter a manteiga. Misturar bem e servir imediatamente.

Dicas:

Caso prefira usar açafrão em fios, coloque 2 pitadas numa vasilha pequena, cubra com água quente e deixe de molho por uns minutos. Eu usei em pó mesmo, vende em qualquer mercado.
O arroz arbório é usado especialmente para risotos. Como não tinha aqui, usei o comum. Fica tão bom quanto.
Para fazer o caldo de legumes, basta dissolver 1 tablete de caldo de legumes em 1 litro de água e deixar ferver.
Prepare o risoto e sirva imediatamente, não deixe a panela tampada no fogão esperando outros pratos ficarem prontos. Isso faz com que o risoto fique seco e empedre.

domingo, 7 de novembro de 2010

Torta de Frango da Mara


Há uns anos atrás, essa receita rendeu para minha mãe o primeiro lugar de um concurso de culinária na cidade. No meio daqueles tantos pratos chiques e enfeitados, a simples receita de torta de frango dela foi a grande vencedora. O prêmio? Uma quantia em dinheiro. Nunca comi uma torta de frango melhor do que a dela. Confesso que não consigo reproduzi-la com exatidão (e olha que já vi minha mãe fazendo essa receita incontáveis vezes), mas dá pro gasto. A massa é do tipo "podre", mas ela alterou a receita original de forma que a massa não ficasse tão quebradiça e seca, dando até para abrir com rolo. Revelando os segredos...

Ingredientes:

Para a massa:
5 xícaras (chá) de farinha de trigo
¾ xícara (chá) de banha
3 colheres (sopa) bem cheias de manteiga
2 ovos
1 colher (chá) de fermento em pó dissolvido em ¼ xícara (chá) de leite
1 colher (chá) rasa de sal
1 gema para pincelar

Para o recheio:
2 peitos de frango cozidos e desfiados
1 colher (sopa) de óleo
½ lata de ervilha
½ cebola picadinha
1 pimentão picado
2 tomates sem pele, picados
1 colher (chá) de amido de milho dissolvido em um pouco de água
Sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:

Para a massa:
Misturar e sovar bem todos os ingredientes. Se a massa ficar muito quebradiça, colocar mais um pouco de leite. Abrir a massa com o rolo, deixando-a entre 2 plásticos para evitar que grude. Colocar metade da massa aberta numa fôrma, despejar o recheio já frio e cobrir com a outra metade da massa. Pincelar a gema ligeiramente batida e levar para assar até dourar.

Para o recheio:
Numa panela, aquecer o óleo e fritar a cebola. Juntar os tomates, o pimentão e as ervilhas. Refogar um pouco e acrescentar o frango desfiado. Temperar a gosto. Mexer bem, colocar um pouco de água quente, se necessário. Dissolver o amido de milho em um pouquinho de água quente e juntar ao recheio. Misturar bem até ficar cremoso. Esperar esfriar para rechear a torta.

Dicas:

Um segredo dessa torta é colocar cachaça no recheio, eu não coloquei porque não tenho em casa. E sempre uso óleo no lugar da banha, pois nunca tenho esse ingrediente. Mesmo com essas alterações, a torta fica boa!
Fiz meia receita, usei cerca de 700 gramas de frango. Também coloquei 2 colheres (sopa) bem cheias de creme de leite no recheio, para ficar mais cremoso.
As quantidades dos ingredientes da massa são aproximadas. É meio que no "olhômetro" mesmo, vá colocando farinha aos poucos, se necessário, coloque mais leite, etc. Como eu disse, dá pra abrir essa massa com rolo, mas eu não tenho paciência e abro na mão mesmo, depois vou "colando" os pedaços.
Salpiquei salsinha depois que passei a gema, antes de levar para assar. Com queijo ralado também fica bom!

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Bolo de Chocolate Fácil


Essa é uma daquelas receitas de bolo que basta colocar tudo numa vasilha e bater bem na batedeira. Sem ordem com ingredientes, sem frescuras, rsrsrs. Impossível de dar errado! Esse bolo fica parecendo com aqueles de caixinha, a massa é muito leve. A cobertura eu retirei dos meus livros de receitas, achei bem diferente o fato de derreter chocolate com água e resolvi testar. Tá aprovada!

Ingredientes:

Para o bolo:
1 xícara (chá) de farinha de trigo
1 xícara (chá) de açúcar
1 pitada de sal
1 colher (sobremesa) de fermento em pó
1/2 xícara (chá) de chocolate em pó
2 ovos
1/2 xícara (chá) de leite
1/2 xícara (chá) de óleo

Para a cobertura:
1 barra de chocolate ao leite
6 colheres (sopa) de água
3 colheres (sopa) de creme de leite
1 colher (sopa) de manteiga

Modo de preparo:

Para o bolo:
Peneirar os ingredientes secos numa tigela. Juntar os líquidos e bater bem. Despejar numa fôrma (20 cm) untada e enfarinhada e levar para assar.

Para a cobertura:
Pique o chocolate em pedaços bem pequenos (se preferir, rale). Junte a água e leve ao fogo baixo, mexendo sempre. Quando derreter, junte o creme de leite e misture bem. Desligue o fogo e coloque a manteiga, mexa bem até dissolver. Coloque por cima do bolo quente.

Dicas:

Sempre que for fazer um bolo, use chocolate em pó na massa ao invés de achocolatado. A massa fica bem mais leve, pois o chocolate não tem açúcar, que pesa na massa do bolo. Além disso, a cor fica mais forte.
Se gostar que a calda entre na massa, faça vários furos no bolo já assado, antes de despejá-la por cima dele.
Se preferir um bolo maior, basta dobrar a receita.
Sou econômica no óleo e sempre coloco menos do que pede a receita. Para esse bolo, coloquei um pouquinho menos de 1/2 xícara.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Nhoque (versão 1)


Amo comida italiana, como já disse aqui em outros posts. Nhoque é um prato que leva basicamente batatas, farinha de trigo e ovos. Estou postando essa receita, por sinal da minha mãe, justamente porque foge à regra: ela usa maionese ao invés de ovos. De acordo com ela, fica mais leve - e eu concordo.

Ingredientes:

5 batatas grandes
1 colher (sopa) de maionese
Sal a gosto
Cerca de 15 colheres (sopa) de farinha de trigo

Modo de preparo:

Cozinhe as batatas com casca até ficarem bem macias. Descasque e amasse no espremedor de batatas. Reserve. Quando esfriar, coloque a maionese, o sal e vá juntando a farinha aos poucos, amassando com as mãos. A massa fica um pouco mole, gruda um pouquinho nas mãos. Faça as bolinhas no tamanho desejado e cozinhe em água fervente. Escorra e coloque o molho de sua preferência.

Dicas:
O tamanho e a qualidade das batatas influencia muito na quantidade de farinha. Para fazer essa receita, usei batatas enormes, por isso essa quantidade maior de farinha. Dependendo do tamanho das batatas que você for usar, pode ser que nem gaste tudo isso. Daí a importância de colocar a farinha aos poucos.
Junte a maionese apenas quando as batatas amassadas estiverem frias, caso contrário, pode desandar a massa.
Eu não sou muito boa para acertar o ponto do nhoque de primeira, então faço o seguinte: coloco uma quantidade de farinha, amasso, cozinho uma bolinha da massa e provo. Se estiver mole, coloco mais farinha até chegar na consistência do meu agrado.

sábado, 30 de outubro de 2010

Bolo de Cenoura do Mauro Rebelo


Digite no google imagens "bolo de cenoura" e terá centenas de fotos do mesmo bolo de cenoura, o bolo do culinarista Mauro Rebelo. Dono da comunidade "Culinária - Receitas" do Orkut, e também da foto mais famosa de bolo de cenoura já vista, encontrada por ele mesmo numa venda de bolos até lá no Japão! Seria perfeito esse sucesso todo se os créditos dele fossem mantidos. As pessoas pegam a foto, tem a cara de pau de tirar a marca d´água e se aproveitam da imagem. Já fizeram isso até com foto minha, e olha que minhas fotos não são lá essas coisas. Hoje em dia ninguém respeita mais nada... (a propósito, a foto desse bolo aqui no blog é minha mesmo rsrsrsrs, a dele é bem mais bonita!)
O sucesso da foto vem junto com o bolo: na minha opinião (e de várias pessoas), essa é a melhor receita de bolo de cenoura que já fiz. Fica super leve e a cobertura é perfeita!
Blog do Culinarista Mauro Rebelo
http://culinariareceitas.blogspot.com/

Ingredientes:

Para o bolo:
3 ovos
300 gramas de cenouras
3/4 xícara (chá) de óleo
1 pitada de sal
2 xícaras (chá) de açúcar
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) rasa de fermento em pó

Para a cobertura:
250 mL de leite
200 gramas de açúcar
4 colheres (sopa) de cacau em pó
1 colher (sopa) de amido de milho
1 pitada de sal

Modo de preparo:

Para o bolo:
No liquidificador, bata as cenouras, o óleo, o sal e os ovos. Reserve. Na batedeira, bata o açúcar com a mistura do liquidificador. Junte aos poucos e a farinha de trigo e o fermento, misturando com o auxílio de um fouet. Leve para assar numa fôrma untada e enfarinhada.

Para a cobertura:
Bata todos os ingredientes no liquidificador e leve ao fogo até engrossar. Despeje sobre o bolo.

Dicas:

De acordo com o Mauro, quanto mais cenouras você colocar, mais molhadinha a massa ficará. Mas tem um porém: se usar muita cenoura, a massa do bolo pode ficar pesada, meio que "solada". Ele diz que a quantidade pode variar entre 300 e 400 gramas que fica bom.
Para saber a quantidade de cenouras que você vai usar, o melhor mesmo é pesar no mercado. Para fazer essa receita, usei 1 cenoura e meia, aproveitando que ainda tinha a etiqueta com o peso impresso colada no saco plástico, daí fiz a estimativa de 300 gramas (ultrapassou um pouco, eu acho).
Fiz a cobertura com chocolate em pó ao invés de cacau em pó, pois não tinha em casa. Ficou bem escura, mas parece que fica mais "bonita" com o cacau em pó, embora nunca tenha feito (vi a foto dele!).

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Bolo D´Água


Esse é o bolo ideal para acompanhar o café da tarde. Muito leve (não vai óleo, nem manteiga e nem leite!), fofo e fácil de fazer. Achei a receita desse bolo na comunidade "Culinária - Receitas" do Orkut, postado pela Anita, que sempre nos presenteia com receitas deliciosas, acompanhadas por fotos que parecem de revista. Ela também tem um blog - "Receitas Uruguai - Brasil" (www.rubr.com.br).

Ingredientes:

4 ovos
1 xícara (chá) de água
2 xícaras (chá) de açúcar
3 xícaras (chá) de trigo peneirado
1 colher (sopa) de fermento em pó

Modo de preparo:

Bata as claras em neve e reserve. Bata as gemas, junte a água, bata bem. Coloque o açúcar e bata até ficar uma mistura bem cremosa. Desligue a batedeira, adicione o trigo aos poucos com um fouet. Coloque o fermento e por último as claras. Despeje a massa numa fôrma untada e enfarinhada. Leve para assar. Ainda quente, polvilhe açúcar de confeiteiro.

Dicas:

Achei a receita meio grande e fiz metade do que está aí. Assei numa fôrma de 20 cm de diâmetro. Se for fazer a receita inteira, asse numa de 28 cm.
A receita original da Anita levava como cobertura aquela calda de açúcar e limão. Como não tinha limão em casa, improvisei com açúcar de confeiteiro mesmo. Caso queira fazer essa calda, basta misturar 1/2 xícara (chá) de açúcar com 2 colheres (sopa) de limão e aplicar no bolo ainda quente.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Fricassé de Frango



Chamo essa receita de "Fricassé", mas pouco tem a ver com a tradicional receita francesa. Já vi fricassé de vários tipos, uns levam creme de leite, extrato de tomate e até mesmo gema de ovos. A minha não tem nada disso! Na verdade, é uma adaptação de uma receita encontrada pela minha mãe na tampa daquelas caixinhas de "Catupiry". Mesmo não sendo nada de um chef francês, é uma delícia!

Ingredientes:

2 peitos de frango (de 1,5 a 2 kg)
2 xícaras (chá) de leite
2 colheres (sopa) de amido de milho
2 colheres (sopa) de requeijão cremoso (de copo)
1 caixinha de catupiry
1 lata de milho verde
50 gramas de queijo parmesão ralado
Salsa a gosto
1 pacote (grande) de batata palha (ou use 2 pequenos)

Modo de preparo:

Limpar, temperar e cozinhar os peitos de frango (reservar a água do cozimento). Desfiar o frango em pedaços médios. Retire 2 xícaras (chá) da água do cozimento do frango e leve ao fogo junto com o leite. Quando ferver, junte o requeijão cremoso, metade da caixinha de catupiry, o parmesão e o milho. Mexa bem até derreter o catupiry, acerte o sal e adicione a salsa. Coloque o frango e misture bem. Junte o amido de milho dissolvido em um pouquinho de leite, abaixe o fogo e mexa até ficar cremoso. Despeje o creme numa travessa. Por cima do creme, espalhe o catupiry restante. Cubra com batata palha e leve ao forno até começar a borbulhar. Sirva com arroz branco e salada.

Dicas:

Se quiser um creme mais grosso, aumente a quantidade de amido de milho ou reduza a quantidade de água/leite no preparo.
Use o tradicional catupiry ao invés desses "genéricos" que existem no mercado, o sabor do catupiry original faz toda a diferença.
A utilização do requeijão cremoso no preparo é opcional.

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Macarrão aos 3 Queijos



Se dependesse de mim acho que comeria massas um dia sim e outro também. Mas o bom senso não deixa. Essa é outra receita retirada dos meus livros de culinária da editora portuguesa que já mencionei aqui. Troquei uns ingredientes e dei meu toque pessoal nela.

Ingredientes:

250 gramas de macarrão (uma massa pequena)
600 mL de leite
2 colheres (sopa) de margarina
1 colher (sobremesa) de farinha de trigo
1 ovo
Sal, pimenta e salsinha a gosto
100 gramas de queijo gruyère ralado (ralo fino)
50 gramas de queijo parmesão ralado
100 gramas de mussarela
2 tomates em rodelas

Modo de preparo:

Derreta a margarina, junte o leite e mexa bem. Quando levantar fervura, coloque a farinha dissolvida em um pouquinho de leite e misture até engrossar. Deixe cozinhar no fogo baixo por uns 2 minutos. Enquanto isso, cozinhe o macarrão em água e sal até ficar "al dente". Juntar ao molho, mexendo bem, o ovo batido, o queijo gruyère, a salsa e tempere com sal e pimenta. Quando o macarrão estiver pronto, escorra e transfira-o para uma travessa. Despeje o molho sobre o macarrão, assegurando que fique bem coberto. Coloque as rodelas de tomates por cima. Cubra com uma camada de mussarela e finalize com o parmesão. Leve ao forno até começar a borbulhar.

Dicas:

Os queijos usados na receita original eram cheddar, red leicester e o queijo azul. Usei os que tinha em casa mesmo. O queijo gruyére tem um sabor bem forte e fica bem melhor quando derrete em algum molho do que quando é servido "por cima" da comida. Por isso é aconselhável apenas temperar o molho branco depois de colocar o queijo, caso contrário, poderá ficar salgado.
Serve duas pessoas.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Bolo Mousse de Chocolate



Um dos meus bolos recheados preferidos são aqueles todinhos de chocolate, quanto mais melhor. Esse é novidade, pois nunca tinha feito um bolo mousse. Peguei a receita do recheio na comunidade de "Culinária - Receitas" do orkut, umas das tantas maravilhas postadas pela Izabel. Fica um creme bem fofinho e com gosto bem forte de chocolate, uma delícia.

Ingredientes:

Para a massa:
2 ovos
1 copo* (pequeno) de açúcar
1/2 copo (pequeno) de leite
1 copo (pequeno) de farinha de trigo
2 colheres (sopa) de chocolate em pó
1 colher (sobremesa) de fermento em pó

Para a mousse:
1 pacote de mistura para mousse de chocolate (70 g) - usei da marca "Sol"
250 mL de leite gelado
1 colher (sopa) de açúcar
200 gramas de chocolate derretido
100 gramas de creme de leite

Para a cobertura:
1 caixinha de chantilly pronto
Calda de sorvete para decorar

Modo de preparo:

Para a massa:
Bater as gemas com o açúcar. Acrescentar os outros ingredientes e bater bem. Por último, bater as claras em neve e acrescentar delicadamente à massa do bolo. Assar numa fôrma redonda de fundo removível (20 cm de diâmetro) em forno médio.

Para a mousse:
Derreta o chocolate e misture com o creme de leite, reserve. Faça a mousse conforme instruções da embalagem (a maioria pede a quantidade de leite e açúcar que descrevi na receita). Misture o creme reservado completamente frio com a mousse, mexa bem e leve para a geladeira até pegar um pouco de consistência.

Para a cobertura:
Bater o chantilly na batedeira (deixar a caixinha previamente no congelador por cerca de 45 minutos) até a consistência desejada.

Para a montagem:
Depois de assado, espere o bolo esfriar completamente. Desenforme e corte em 2 partes. Na própria fôrma onde assou, coloque uma metade e molhe com uma calda de sua preferência (molhei com achocolatado). Espalhe a mousse. Cubra com a outra metade do bolo (também molhada com uma calda) e leve para a geladeira por no mínimo 6 horas. Desenforme e espalhe o chantilly, decore com a calda de sorvete. Sirva gelado.

Dicas:
Para o preparo da mousse, utilizei cerca de 120 gramas de chocolate ao leite o 80 de meio amargo. A receita original da Izabel pedia apenas chocolate meio amargo no preparo, mas aqui gostamos mais das coisas mais docinhas rsrsrs.
Esse bolo não deve ser deixado fora da geladeira por muito tempo, pois a mousse pode começar a derreter, juntamente com o chantilly, dependendo do calor.
O recheio rende muito, dá pra fazer uma receita dupla de massa de bolo e usar a mesma quantidade de mousse para rechear, usando por exemplo uma fôrma de 28 cm de diâmetro. Repare na foto do bolo partido como a camada de recheio ficou alta.
*O copo usado na receita equivale a uma xícara de chá.

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Batata Recheada aos 4 Queijos


Recentemente postei aqui a receita da Batata Suíça, hoje vou postar a Batata Recheada. Quando morava em JF, costumava comer no Bace´s Dog e lá vendia esses dois tipos de batatas. Essa é mais fácil de fazer, mas eu gosto mais da Suíça... e vocês?

Ingredientes:

2 batatas grandes
50 gramas de queijo gruyère
50 gramas de queijo mussarela
50 gramas de queijo parmesão
50 gramas de catupiry
Orégano e sal a gosto
Azeite para regar

Modo de preparo:

Lave bem as batatas. Cozinhe com a casca até ficarem bem macias. Espere esfriar, faça com corte no meio e coloque numa assadeira pequena (usei a de bolo inglês), de forma que fiquem um pouco abertas na fôrma, porém sem "desabar". Retire um pouco do miolo com a faca (cuidado para não retirar demais e quebrar as batatas), tempere com sal e coloque novamente nas batatas, ajeitando com um garfo, fazendo tipo um "buraco" no centro. Coloque os catupiry e os queijos ralados, empurrando bem com as mãos. Salpique orégano e um fio de azeite. Leve ao forno até derreter bem.

Dicas:

As quantidades de queijo que usei são aproximadas.
Se não quiser comer a casca, retire antes de colocar as batatas na fôrma.
Inove nos recheios!

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Biscoitos de Queijo


Descobri essa receita num dos blogs que eu sigo - Boca Doce Forno e Fogão, quem postou foi a Janice. Eu adoro pão de queijo e tudo que se assemelhe, então resolvi experimentar. Como não sei fazer pão de queijo ainda, fiquei com medo de testar essa receita porque é bem parecida. Mas deu super certo, os biscoitos ficam sequinhos e crocantes!

Ingredientes:

1 quilo de polvilho doce
250 gramas de margarina ou manteiga
500 gramas de queijo parmesão ralado
5 ovos
Sal a gosto
Leite até dar o ponto

Modo de preparo:

Junte todos os ingredientes e amasse bem, vá colocando leite até desgrudar das mãos. Cuidado para não colocar demais, a massa fica macia, porém não pode ficar mole senão os biscoitos esparramam na fôrma. Unte as assadeiras com óleo, modele os biscoitos no formado desejado e leve para assar até dourar.

Dicas:

Como aqui em casa somos só duas pessoas, fiz 1/5 da receita. Deu uma fôrma retangular grande. A receita inteira deve render muuuito.
Acho que variar o tipo de queijo usado deve ficar muito bom, vou testar nas próximas vezes.
Equivalência de medidas (caso você queira fazer uma quantidade menor da receita): 1 colher de (sopa) de margarina tem cerca de 20 gramas. Já para o polvilho, 1 xícara (chá) equivale a aproximadamente 100 gramas.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Torta Alemã


Li várias receitas na internet de torta alemã, procurando uma que fosse mais parecida com a original. Resolvi fazer do meu jeito e deu certinho, o creme ficou firme e a torta não derreteu. Achei que consegui chegar bem perto da real torta alemã. A cobertura eu também peguei na internet, mas adaptei ao meu gosto. Essa é minha torta preferida!

Ingredientes:

Para o creme:
200 gramas de manteiga sem sal
250 gramas de açúcar refinado
2 latas de creme de leite sem soro

Para a cobertura:
1 xícara (chá) não muito cheia de chocolate em pó
1/2 xícara (chá) de açúcar refinado
1 xícara (chá) não muito cheia de leite
1 colher (sopa) de manteiga
1 colher (chá) de amido de milho dissolvido em um pouquinho de leite

Para a torta:
Cerca de 300 gramas de biscoitos tipo "maizena"
Leite para passar os biscoitos

Modo de preparo:

Para o creme:
Bata muito bem a manteiga a temperatura ambiente com o açúcar peneirado, até obter um creme esbranquiçado e fofo. Retire o soro do creme de leite e junte delicadamente às colheradas, sem bater. Misture bem e reserve.

Para a cobertura:
Misture o leite, o chocolate, o açúcar peneirado e a manteiga. Leve ao fogo mexendo sempre. Quando ferver, junte o amido de milho dissolvido no leite, mexa bem até engrossar. Desligue e deixe esfriar para aplicar.

Para a torta:
Forre o fundo e as laterais de uma fôrma redonda (20 x 5)cm com papel alumínio ou filme plástico para facilitar na hora de desenformar. Coloque uma camada de biscoitos passados rapidamente pelo leite, cubra com uma parte do creme. Faça isso até terminar o creme, finalize com biscoitos. Cubra a torta com o filme plástico e leve para a geladeira até ficar firme. Desenforme e cubra a torta com a cobertura já fria. Sirva.

Dicas:
Para retirar facilmente o soro do creme de leite, coloque as latas na geladeira umas horas antes de fazer a torta. Pegue a lata com cuidado, abra e vá retirando o creme com uma colher. O soro estará todo na parte de baixo da lata, quando atingi-lo, escorra todo o líquido. Use um creme de leite de qualidade, pois tem menor quantidade de soro (usei o nestlé). Não deixe o soro cair no creme, se isso acontecer, o creme vai talhar. Não bata na batedeira depois de colocar o creme de leite, pois também pode acontecer de talhar.
Algumas receitas que eu li pediam gemas de ovos. Eu não gosto muito de colocar gemas quando o creme não é cozido porque acho que fica com gosto forte de ovo.
Você também pode colocar uma colher (chá) de essência de baunilha no creme.
Para fazer a torta ficar pronta mais rápido, deixe-a um pouco no congelador. Mas retire depois de um tempo e passe para a geladeira. Eu deixei cerca de 1 hora no congelador e o restante na geladeira (umas 3 horas), para poder servir no mesmo dia.
Coloque somente a cobertura já fria na torta. Se colocar quente, a torta pode derreter.

 UPDATE:
Percebi que essa torta fica ainda mais gostosa e uniforme quando misturo 1 caixinha de chantilly já batido no creme.
Também tenho variado a cobertura - doce de leite, ganache de chocolate (fica mais firme). A calda é a receita tradicional, mas as outras deixam um aspecto mais bonito.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Espirais de Frango com Ervas e Queijo


Um nome chique desses só podia sair de um livro de receitas. Peguei e adaptei essa receita do "Cozinha Rápida", livro já mencionado aqui no blog. Achei bem exótico o modo como o frango é cozido - no vapor, e resolvi testar. Aprovei a receita, apesar de achar que o frango fica um pouquinho seco depois de cozido. Um molho para acompanhar cai bem.

Ingredientes:

4 filés de frango
Folhas de manjericão, orégano e salsa
Queijo parmesão ralado a gosto
Sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:

Bata suavemente os filés de frango com um martelo, apenas para abrir e deixá-los uniformes. Tempere a gosto e reserve (passei apenas tempero caseiro). Faça uma "pasta" com as folhas: para isso, basta picar bem miudinho e colocar algumas gotas de água para dar liga. Divida essa pasta em 4 porções e espalhe sobre cada filé. Por cima, salpique o parmesão ralado a gosto. Enrole cada filé, começando da parte mais fina. Envolva os rolinhos em papel alumínio, feche bem as pontas (fica parecendo uma "bala gigante") e leve para cozinhar no vapor por cerca de 20 minutos. Veja se está cozido, retire todo o papel alumínio e corte os rolinhos em fatias grossas. Sirva imediatamente.

Dicas:

Um bom molho para acompanhar essa receita é o creme de milho, acho que combina muito bem.
A receita original não pedia parmesão, e colocava na pasta de ervas um pouco de alho. Eu achei que poderia ficar forte, uma vez que o tempero caseiro que uso aqui já tem muito alho.
A receita serve duas pessoas.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Torta Chilena



Quando morava em São José dos Campos, quase todos os sábados meu marido e eu íamos na doceria de sempre (Haguanaboka) comer um pedaço de torta. 8 meses morando em Belém e até hoje não achei nenhuma que chegasse perto dela, ou também dá Vó Sinhá de Juiz de Fora. Meu marido gostava muito de uma torta tipo mil folhas que faziam lá, chamava Torta Chilena. Eu não sou muito chegada em massa folhada, mas fiz para variar um pouco os doces aqui em casa, e mesmo não sendo muito fã, até que gostei! Claro que não ficou igual à da doceria, mas ficou gostosa.

Ingredientes:

Para a torta:
1 pacote de massa folhada (usei da marca Massa Leve)
1 vidro de geléia de morango
1 lata de leite condensado cozido na pressão por cerca de 35 minutos

Para o marshmallow (cobertura):
1 xícara (chá) de açúcar
1/2 xícara (chá) de água
2 claras

Modo de preparo:

Para a torta:
Com o rolo, abra um pouquinho cada fatia de massa da embalagem, unte uma assadeira com óleo, coloque as massas abertas e leve novamente para a geladeira por cerca de 20 minutos. Asse em forno pré-aquecido até ficar levemente dourada. Faça isso com todas as fatias do pacote (10 fatias ao todo) e reserve. Quando as fatias de massas estiverem frias, pegue uma fôrma (usei uma de bolo inglês) e forre o fundo dela com filme plástico. Corte os pedaços de massa e coloque até cobrir o fundo. Passe uma camada de doce de leite, coloque massa por cima, passe uma camada de geléia. Faça isso até terminar a massa, alternando o recheio com o doce e a geléia. Cubra com filme plástico e deixe algumas horas na geladeira para firmar. Depois de firme, desenforme e coloque a cobertura.

Para o marshmallow:
Leve a água e o açúcar em fogo baixo, sem mexer, até formar uma calda que se pareça com um chiclete. Enquanto isso, bata as claras em neve até ficarem bem firmes. Quando a calda estiver no ponto, vá despejando aos poucos nas claras, sem parar de bater. Bata bem até esfriar um pouco, vai ficar mais firme e brilhante. Se quiser, use gotas de essência de baunilha (eu usei).

Dicas:

A Torta Chilena do Haguanaboka era alta, por isso resolvi cortar a torta ao meio e empilhar as metades logo após desenformar. Por causa disso, a torta ficou pequena.
A geléia usada por eles era de framboesa, mas não encontrei no mercado e substitui pela de morango.
Essa torta também deve ficar muito boa se cobrir com chantilly.
Decorei o marshmallow com um pouquinho doce de leite que estava sobrando, daí o efeito na cobertura.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Pudim de Queijo



Essa receita é para quem gosta muuuito de queijo, pois é feita com o "gruyère", um queijo de sabor bem forte. Parece receita de suflê, mas a consistência não é igual. É leve e aerada, e lembra um pouco um pudim. Retirei do livro de receitas "No Forno" que tenho aqui, já citado nas postagens anteriores.

Ingredientes:

150 gramas de farinha de rosca
100 gramas de queijo gruyère
150 mL de leite morno
125 gramas de margarina derretida
2 gemas
2 claras
Sal, pimenta e sal a gosto

Modo de preparo:

Rale o queijo (ralo grosso) e misture com a farinha de rosca. Junte o leite morno e mexa muito bem. Acrescente as gemas, a margarina derretida, os temperos e misture. Por último, coloque as claras em neve (não deixe muito firmes ao bater) e faça movimentos em forma de oito. Coloque numa assadeira untada com manteiga e leve ao forno para assar. Use um palito para saber se está assado, quando sair limpo, está pronto.

Dicas:

Devido ao forte sabor do queijo, eu não coloquei sal, apenas salsa e um pouquinho de pimenta. Caso prefira um sabor mais suave, utilize outro tipo de queijo na receita.
Esse prato não rende muito, dá uma assadeira pequena e fica bem baixinho na fôrma.