segunda-feira, 7 de julho de 2014

Quibe Recheado



Até conhecer essa receita, o único quibe que eu tinha coragem de fazer era o quibe assado (de forma). Eu tinha muito receio de fazer quibe e o bichinho se abrir todo na gordura porque não tinha conseguido dar liga o suficiente. Minha mãe faz os dela passando toda a massa num moedor - artefato que eu não tenho em casa -, e é isso que "liga" a massa toda, eliminando a hipótese de um acidente de percurso. Mas vendo um curso da Eduk, a receita da chef Janaina Barzanelli me convenceu. Gente, o quibe fica bom demais e dá super certo! Os dela não eram recheados, mas eu achei muito conveniente colocar uma porção de catupiry no centro de cada salgadinho. Fica do seu gosto. E acabaram-se as desculpas para não fazer quibe em casa.

Ingredientes:

500 gramas de trigo para quibe
100 gramas de cebola
1 maço pequeno de hortelã
500 gramas de carne de segunda (usei acém moído)
130 gramas de creme de cebola
Sal e pimenta a gosto
Caso vá rechear, catupiry o quanto baste

Modo de preparo:

Deixar o trigo de molho por no mínimo 2 horas (eu deixo de um dia para o outro). Lave o trigo e esprema-o muito bem com o auxílio de um pano de prato, tentando eliminar o máximo de água possível. Reserve. Coloque a cebola e as folhas de hortelã num processador. Misture-as ao trigo e junte a carne moída, o creme de cebola, sal e pimenta. Mexa muito bem com as mãos. Agora o segredo para dar liga: pegue essa mistura e coloque no processador, bata bem até formar uma bola (a massa não cabe toda no processador, se estiver fazendo a receita inteira, divida em 4 porções). Depois de processada, a massa fica perfeita para modelar, rechear e fritar. Frite em óleo quente.

Dicas:

Eu fiz metade da receita, renderam uns 25 quibes (do tamanho dos de lanchonete, ou pouco menores). Fritei metade e congelei o restante. Se você for congelar, coloque-os já modelados, lado a lado numa travessa, cubra com filme plástico (sem tocar nos quibes) e leve ao congelador. Quando estiverem já congelados, retire-os e coloque-os num saco plástico bem fechado.
Se você não tem processador, não sei se será possível fazer essa receita. A liga da massa depende muito do processamento final. Quando você tenta modelar a massa antes de processá-la, aparecem rachaduras, dá para ver que o quibe não está perfeitamente fechado.
Se for rechear, tenha o cuidado de fechar muito bem o quibe, além de colocar a porção de catupiry bem no centro da massa para que o queijo não vaze enquanto frita.
Cuidado com o sal porque o creme de cebola já tem um tempero forte. E não deixe de colocar hortelã, dá um sabor muito bom.

4 comentários:

Eu comentaria isso!