segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Torta Chapéu de Napoleão


Essa torta interessante e muito gostosa foi outra dica da Cilene Gomes (lembram-se do Bolo Rocambole Invertido? Então, foi dica dela também!), postada lá na comunidade Culinária-Receitas do Orkut. Foi uma das nossas sobremesas na ceia de Natal. Exige um pouco de paciência... sim, quero dizer que dá um pouco de trabalho, mas que compensa no final. O nome dessa receita deve-se ao modo de assar as massas da torta: são colocadas nas "costas" da fôrma, como um chapéu.

Ingredientes:

Para as massas:
4 e 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo
4 colheres (chá) de fermento em pó
3 gemas peneiradas
1 pitada de sal
3 colheres (sopa) bem cheias de açúcar refinado
10 colheres (sopa) de óleo
1 xícara (chá) bem cheia de água

Para o recheio:
9 xícaras (chá) de leite
3 gemas peneiradas
3 colheres (sopa) de farinha de trigo
4 colheres (sopa) de amido de milho
200 gramas de manteiga sem sal
24 colheres (sopa) de açúcar refinado
1 xícara (chá) de chocolate em pó peneirado
1 pitada de sal
300 g de chocolate ao leite picado
1 caixinha de creme de leite

Modo de preparo:

Para as massas:
Junte todos os ingredientes numa bacia grande, deixe a farinha por último e vá adicionando até formar uma massa lisa, sem grudar nas mãos (pode ser que precise de mais ou menos farinha, então adicione aos poucos). Embrulhe em filme plástico e deixe descansar por 10 minutos. Faça um "rolo" e corte a massa em 10 partes. Abra cada uma sobre uma superfície enfarinhada, deixe bem fininha e coloque nas "costas" de uma fôrma redonda funda (25 cm de diâmetro), aperte bem em volta:


Leve para assar até ficar douradinha:


Retire com cuidado a massa já assada da fôrma, que deve ficar assim:


Corte as partes em excesso, que estão sobrando em volta do círculo. Abra outra massa e repita o processo até terminar de assar as 10 partes. Reserve as massas até o recheio esfriar por completo.


Para o recheio:
Bata no liquidificador 4 xícaras de leite, as gemas peneiradas, o amido de milho, a farinha de trigo, o açúcar, a pitade de sal e o chocolate em pó. Transfira tudo para uma panela grande, junte o leite restante e a manteiga. Mexa bem até engrossar, abaixe o fogo e deixe cozinhar por uns 2-3 minutos. Desligue e reserve. à parte, derreta o chocolate com o creme de leite. Junte ao creme já pronto, misture muito bem e reserve até esfriar completamente.

Montagem:

Na própria fôrma onde assou as massas, coloque uma massa, despeje cerca de 1 concha do recheio. Alise bem, coloque outra massa e mais um pouco do recheio. Faça isso até terminarem as massas e o recheio (termine com uma massa). É importante dividir bem a quantidade de recheio para que a torta fique bonita e dê o efeito desejado na hora de cortar. Cubra com filme plástico e leve para a geladeira até firmar (deixei de um dia para o outro). Desenforme e decore a gosto: usei 1 caixinha de chantilly ponto e 2 caixinhas de morangos.



Dicas:

Essa receita tem um vídeo (passou no programa Dia a Dia), que foi a fonte da Cilene. Quem quiser ver, é só clicar aqui. O vídeo é interessante, mostra passo-a-passo como é feita montagem da torta, as massinhas, como fica o recheio, etc. Tem também receitas de outros recheios e outros modos de decorar a torta.
Se quiser fazer a massa de chocolate, basta acrescentar 1 xícara (chá) de chocolate em pó.
O recheio fica um pouco mole mesmo, mas não se preocupe, endurece e firma bem na torta quando é colocado na geladeira.
As massinhas ficam parecendo "batatas rufles" depois de assadas, mas não se assute, é assim mesmo. Com o recheio, elas "assentam" e tomam forma.
Acabei usando uma fôrma de 20 cm de diâmetro e sobrou massa e também um pouco do recheio. Essa torta é ideal para fôrmas que tenham entre 25 e 28 cm de diâmetro e uns 5 a 7 cm de profundidade.
Outra dica é usar uma colher medida nessa receita. Se você não tem uma, coloque colheres de sopa rasas, principalmente naquelas 24 de açúcar que são pedidas no recheio!
Não usei o leite todo que pede no recheio, pois como disse, minha fôrma era menor. E ainda assim sobrou! Usei umas 7 xícaras e meia de leite.
Se você não quiser, não precisa bater parte do recheio no liquidificador (a culinarista do vídeo não usa). Eu gosto de usar porque acho que fica mais homogêneo e não empelota o creme.

19 comentários:

  1. Nossa! Linda! Manda pra k já!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faço melhor, quando vc vier aqui, preparo pra vc!

      Excluir
  2. Parece sre muito bom mas deve dar um trabalhão... rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É trabalhosa sim Carol... mas compensa!

      Excluir
  3. Karen, linda essa torta. Nem vou comentar muito porque humilhou demais rsrsrsrsr
    Vi o vídeo que vc postou e adorei aquele recheio. Fiquei muito tentada a fazer a receita. Vamos ver.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Silvia, o recheio é mesmo muito gostoso. Faça sim que é uma delícia! Bjs

      Excluir
  4. Nossa que linda essa torta e muito diferente!
    Deve ser deliciosa,compensou o trabalho com certeza!
    Gostei muito!
    Ótimo inicio de semana.
    Bjs
    Ivani

    ResponderExcluir
  5. Passando para deixar o meu carinho
    e abraço querida!
    Hummm que delicia amiga,
    vou levar...
    Parabéns quantas gostosuras!
    Seja bem vinda sempre que puder.

    Cantinho Forno e Fogão
    ARTESANATOS EM TRICO

    ResponderExcluir
  6. Karen, vim retribuir sua visita e conhecer seu blog. Adorei essa torta, tem uma cara ótima, muito tentadora!
    Um grande beijo

    ResponderExcluir
  7. Oi Karen, muito obrigada pelos créditos, a sua ficou linda, hummmm deu uma vontade, preciso fazer novamente, amei ver vc comentar sobre o rocambole invertido, adoro ele tb, seu Blog é muito lindo, um beijo grande, Deus te abençoe!!

    ResponderExcluir
  8. Cilene, obrigada vc por compartilhar! bjs

    ResponderExcluir
  9. Uauuuuuuuu.... vejo essa receita desde criancinha nos livros antigos de mamãe e nunnnnnnnnnnnca tive coragem de fazer!
    Parabéns, seu blog é demais!!!

    ResponderExcluir
  10. Boa tarde,
    Minha mae sempre faz essa torta napoleão maravilhosa.. Minha tia trouxe a receita de Piraju (interior de SP). De tanto fazer a torta ela foi se aprimorando. Por ex, para assar os disquinhos ela não abre tanto a massa para ficar sobrando, pois não é necessario. E na hora de montar a torta ela forra a forma antes da montagem com papel alumínio o suficiente que dê para cobri-la no final. Daí ao inves de começar com uma massa ela começa com o creme e termina com o creme. Poe na geladeira de um dia para o outro. Daí na hora de desenformar é só abrir o papel aluminio, virar a forma de cabeça pra baixo e ir tirando o papel aluminio. O papel amluminio nao deixa a torta grudar na forma e irá deixa-la mais lisinha.Depois disso é só cobrir com o chocolate... É de comer rezando...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cristiane, também adoro essa torta. Obrigada pelas dicas! bjs

      Excluir
  11. kristinakyk@gmail.com24 de janeiro de 2015 16:42

    gente...tô fazendo pela primeira vez e não deixo a massa muito dourada...e se quiser envolver a forma com plastico filme em vez do aluminio tamém póde e sai com perfeição..já fiz o teste...beijo Kristina-Guarulhos-SP 24-01-2015 Viva São Paulo 461 anos.

    ResponderExcluir
  12. Suas massas estao lindas e a torta sem se fala....Parabens
    Faço a minha com recheio de doce de leite...intercalando com ganache meio amargo...mas vou testar com o seu creme.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Claudia, com doce de leite e chocolate meio amargo deve ficar sensacional! Depois volta pra contar! beijos

      Excluir

Eu comentaria isso!