segunda-feira, 29 de julho de 2013

Josefinas


Não sei como vocês conhecem esse docinho, mas eu chamo a união de brigadeiro branco com brigadeiro preto de "josefina". Deliciosa união...

Ingredientes:

1 lata de leite condensado
3 colheres (sobremesa) de achocolatado ou chocolate em pó
2 colheres (sobremesa) de manteiga sem sal
Açúcar refinado para passar os docinhos

Modo de preparo:

Pegue uma panela, coloque metade da lata de leite condensado com 1 colher (sobremesa) de manteiga para fazer a parte branca da josefina. Leve ao fogo baixo, mexendo sempre até a mistura desprender do fundo da panela (ponto de enrolar).
Em outra panela, faça a parte preta misturando a metade restante da lata de leite condensado, o chocolate em pó e 1 colher (sobremesa) de manteiga. Siga o mesmo procedimento.
Coloque a parte branca e a parte preta em recipientes separados, ambos levemente untados com manteiga. Espere esfriar (passe um pouquinho de manteiga nas mãos) e só então faça as bolinhas, unindo uma bolinha preta em uma bolinha branca para formar a josefina. Passe no açúcar e coloque em forminhas.

Dicas:

Brigadeiro bom, seja preto ou branco, deve ser feito com ingredientes de qualidade! E não vá usar margarina ao invés de manteiga!
Para fazer um bom brigadeiro, use uma panela de fundo grosso (evita que o doce queime), fogo baixo, mexendo sempre. Se possível, faça em uma panela que você costuma utilizar com menor frequência. O brigadeiro "pega gosto" fácil, então se você fizer numa panela que costuma passar bifes, já sabe...

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Tabule


Empolguei com o meu livro de receitas "Cozinha do Mundo - Síria e Líbano". Fiz algumas receitas e são ótimas. Uma delas foi essa saladinha (p. 140), que apesar de levar ingredientes comuns ficou diferente, já que não tenho costume de temperar saladas dessa forma.

Ingredientes:

2 ramos de salsinha picada
2 tomates sem sementes cortados em cubos pequenos
1 cebola bem picada
1/2 ramo de hortelã picada
2 colheres (sopa) de trigo fino
1 colher (chá) de sal
1/2 colher (chá) de pimenta-do-reino
100 mL de azeite
Suco de 4 limões
Folhas de alface ou repolho inteiras lavadas e escorridas

Modo de preparo:

Em um recipiente, misture a salsinha, os tomates, a cebola, a hortelã, o trigo, o sal e a pimenta. Regue com o azeite e o suco de limão e volte a mexer. Sirva com folhas de alface ou repolho.

Dicas:

Apesar da receita não mencionar, eu deixei o trigo de molho em água por cerca de 2 horas para ficar mais macio. Depois é só lavar e escorrer bem a água.
Essa salada solta água depois um tempo de preparo. Recomendo escorrer o caldo que se formou e deixar para montar com as folhas de alface (ou repolho) apenas na hora de servir.
Usei o suco de 1 limão grande ao invés de 4. Achei muito.
Use um bom azeite extravirgem.

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Bombom de Amendoim



A ideia original era fazer uns palitinhos de amendoim, imitando um tronco de árvore para compor uma mesa de festa junina. Mas confesso que achei mais interessante (e fácil) fazer em forma de bombom. Delícia!
Fonte: Mais Você

Ingredientes:

250 gramas de amendoim torrado sem pele (1 1/2 xícara de chá)
1/2 pacote de biscoito doce (biscoito de Maizena) - 100 gramas ou 22 biscoitos
200 gramas de leite condensado (3/4 xícara de chá)

Para banhar:
180 gramas de chocolate meio amargo
180 gramas de chocolate ao leite

Modo de preparo:

Num processador coloque o amendoim torrado sem pele e os biscoitos, bata até ficar como uma farinha. Transfira para uma tigela e adicione, aos poucos, o leite condensado e com as mãos amasse até ficar uma massa homogênea. Leve a massa para a geladeira por cerca de 20 minutos. Enquanto isso, derreta os chocolates (faça a temperagem adequadamente). Faça as bolinhas, banhe cada uma no chocolate derretido e coloque-as sobre uma folha de papel manteiga e espere secar. Sirva.

Dicas:

Use um bom biscoito! O da marca Piraquê é excelente.
Até hoje tenho problemas com a temperagem do chocolate. Confesso que não uso chocolate fracionado nem a pau, mesmo sendo melhor e muito mais fácil de trabalhar. Acho que o sabor horroroso que eles possuem não compensa a facilidade do trabalho. Mas fica a dica. Voltando ao assunto da temperagem, eu tentei fazer da forma correta mas mesmo assim o chocolate começou a derreter na minha mão depois de um tempo fora da geladeira. Fiz assim: derreti cerca de 230 gramas do chocolate e depois juntei o restante (ralado) delicadamente, mexendo sempre até derreter tudo. Confesso que não testei a temperatura como recomendam. De qualquer forma, eu os conservei na geladeira, então não tinha como derreter.  :-)

domingo, 14 de julho de 2013

Canudinhos de Salmão com Ervilhas


Há tempos, vi no Mais Você umas ideias para a Páscoa, e uma delas eram "cenouras" feitas com massa folhada e recheada com um creme de ovos. A tal cenoura era moldada em um cone feito com feijões enrolados no papel alumínio. Bastava passar manteiga no cone, enrolar tiras de massa em torno dele, passar manteiga novamente e assar. Fiquei doida para experimentar essa ideia, mas eu não queria ter que moldar o cone. Para ser sincera, achei o procedimento bem trabalhoso (fiquei com preguiça mesmo). Até que um dia minha mãe me ofereceu as forminhas para fazer massa de canudinho que ela tinha. Na hora lembrei dessa receita. Se você tem essas peças em casa, a ideia de utilizá-las para fazer esse tipo de petisco é excelente.
Se você quiser ver o vídeo de como moldar os cones, clique aqui.

Ingredientes:

Para a montagem:
Massa folhada (usei cerca de 300 gramas)
Manteiga para untar
Forminhas para canudinho

Para o recheio:
Cerca de 200 gramas de filé de salmão (já cozido)
100 gramas de ervilhas (use as congeladas, são melhores.)
2 colheres (sopa) de creme de ricota

Modo de preparo:

Para a montagem e recheio:
Unte bem as forminhas com manteiga. Corte tiras de massa folhada (cerca de 1 cm espessura) e enrole-as nas forminhas, preenchendo-as sem deixar espaços entre as voltas. Deixe uma beiradinha do metal aparecendo na ponta para ficar mais fácil de puxar ao desenformar. Passe manteiga novamente, por toda a massa. Faça isso até terminar a massa. Coloque para assar em forno pré-aquecido até dourar. Para desenformar, espere esfriar um pouco. Puxe cuidadosamente a forminha, segurando a massa suavemente. Reserve. Faça o recheio: desfie o filé de salmão e enquanto isso, afervente as ervilhas por cerca de 3 minutos. Escorra e misture com o salmão desfiado. Junte o creme de ricota e misture bem. Recheie bem cada canudinho e leve novamente ao forno apenas para aquecer. Sirva imediatamente.

Dicas:

Usei 300 gramas de massa folhada e sobrou um pouco de recheio. Renderam 15 canudinhos pequenos.
Se você não achar creme de ricota, pode usar  a mesma quantidade de creme de leite ou requeijão.

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Baguete de Polvilho



Sou louca por pão de queijo e qualquer coisa que se assemelhe. Essa baguete fica muito parecida e ainda é possível recheá-la, o que torna essa receita ainda mais interessante!
Fonte: Mais Você

Ingredientes:

½ xícara (chá) de óleo (100 mL)
½ xícara (chá) de água (100 mL)
1 colher (chá) de sal
1 ½ xícara (chá) de polvilho azedo (235 gramas)
½ xícara (chá) de leite (100 mL)
1 ovo
1 xícara (chá) de polvilho azedo (155 gramas)
1 gema batida para pincelar
Queijo parmesão ralado fino a gosto para polvilhar (eu usei provolone)

Modo de preparo:

Em uma panela, coloque óleo, água e sal e leve ao fogo até ferver. Coloque em uma tigela a primeira parte do polvilho azedo (1 e 1/2 xícara) e escalde-o com a mistura fervida da panela misturando rapidamente (use uma colher de pau e depois que esfriar um pouco misture bem com as mãos). Adicione o leite e o ovo, misture bem. Acrescente, aos poucos, o polvilho azedo restante mexendo até ficar uma mistura homogênea. Modele a massa em formato de baguete (cilindro comprido), coloque-o em uma assadeira, pincele a gema batida, salpique o queijo parmesão e leve para assar em forno a 180 °C por 40 minutos ou até dourar. Retire do forno, corte ao meio e coloque o recheio de sua preferência.

Dicas:

É importante respeitar as medidas dessa receita. Ao misturar os ingredientes, parece que não vai dar certo, que vai ficar mole. Não coloque mais polvilho! Limpe as mãos com uma colher, vá misturando devagar que aos poucos a massa fica perfeita, bem lisinha e sem precisar colocar mais nada!
Quando fiz, resolvi não rechear. No programa Mais Você, fizeram uma baguete muito bonita com linguiça, vinagrete e etc. Mas sinceramente, acho que o recheio que melhor cabe aqui é queijo mesmo...!

segunda-feira, 8 de julho de 2013

Torta Segura Marido



As minhas receitas mais especiais me foram passadas por pessoas queridas. Já mencionei a minha amiga Cleusa aqui no blog antes, pois foi com ela que peguei a melhor receita de pão de queijo já testada por mim, e também a receita de uma divina torta de chocolate branco com coco. A Cleusa tem mesmo mãos de fada e me passou outra delícia, e junto com essa receita ainda recebi vários mimos trazidos por ela da Alemanha. Cleusa, sei que sua saúde não anda bem e de longe estou aqui na torcida por sua recuperação. Obrigada por mais esta receita e também pelos presentes.
Agora, falando da torta... falar o quê? Precisa??

Ingredientes:

Para a torta:
2 e 1/2 pacotes de biscoitos tipo "maizena"
500 gramas de doce de leite (escolha um que seja mais firme)
1 colher (sopa) de manteiga de amendoim (sugestão: a Peter Pan é espetacular)
1 caixinha de creme de leite
200 gramas de creme de leite fresco
4 gotas de essência de baunilha
1 colher (sopa) de rum (e mais um pouco para passar os biscoitos) - não coloquei

Para o crocante:
1/4 xícara (chá) de amendoim torrado e quebrado em pedaços (não triture)
1/2 xícara (chá) de açúcar

Modo de preparo:

Para a torta:
Triture no processador (ou liquidificador) aproximadamente 1/3 de um dos pacotes de biscoitos. Abra a lata de doce de leite, retire cerca de 5 colheres de (sopa) e reserve. Pegue o doce de leite restante e misture com a farinha de biscoitos, o rum, a caixinha de creme de leite e a manteiga de amendoim. Pegue uma travessa pequena (eu usei uma forma redonda de 20 cm) e forre com um filme plástico, deixando as sobras nas laterais para facilitar na hora de desenformar. Molhe os biscoitos rapidamente no rum, sem encharcá-los, e faça camadas de biscoitos com o creme. Termine com uma camada de biscoitos. Leve para a geladeira por cerca de 6 horas. Quando a torta estiver firme, bata o creme de leite fresco até ficar em ponto de chantilly. Desenforme a torta já no prato de servir e espalhe o creme de leite batido.

Para o crocante:
Derreta o açúcar no fogo até formar um caramelo, mexendo sempre. Quando derreter, junte o amendoim. Despeje em uma forma untada com manteiga e espere esfriar. Desenforme o crocante já frio e quebre-o em pedaços pequenos (use um saco plástico, ou um pano limpo). Jogue por cima do creme de leite batido para finalizar a torta.

Dicas:

De novo, eu preferi abrir mão da bebida (o rum) no doce porque não gosto, mesmo com a Cleusa falando que faria muita diferença. Preferi não arriscar, já que a torta parecia tão boa e o sabor de bebidas em sobremesas não me agrada.
Sobre a manteiga de amendoim, é muito importante que seja de qualidade. A manteiga de amendoim da marca Peter Pan é excelente, não tem açúcar e não deixa o doce excessivamente açucarado.
Ainda falando de marcas, os biscoitos também fazem diferença. Eu recomendo os da marca Piraquê.
Outra coisa que balanceia o açúcar é a cobertura - o creme de leite fresco - não levar açúcar. Como aqui em casa preferimos tudo mais docinho, acabei adoçando levemente o chantilly. Faça como preferir.
Quando for fazer o crocante, prepare uma forma untando-a com manteiga (ou margarina) e deixe-a previamente no congelador (5 minutos bastam). Isso vai fazer com que o crocante solte mais facilmente da forma.
Não cheguei a usar toda aquela quantidade de biscoitos. Sobrou um pouco mais da metade de um pacote.

sábado, 6 de julho de 2013

Cupcake Formigueiro



Esses cupcakes são deliciosos. A massa fica super levinha e saborosa, e a cobertura é um show.
Fonte: Livro Cupcakes volume 2, Larousse, p. 92.

Ingredientes:

Para os cupcakes:
240 gramas de farinha de trigo
2 colheres (chá) de fermento em pó
4 ovos
200 gramas de manteiga sem sal
360 gramas de açúcar refinado
100 gramas de coco ralado seco
240 mL de leite

Para a cobertura (creme amanteigado de chocolate):
200 mL de leite condensado
200 gramas de manteiga sem sal
150 gramas de açúcar impalpável
50 gramas de chocolate em pó

Modo de preparo:

Para os cupcakes:
Preaqueça o forno a 180ºC. Em uma tigela grande, peneire a farinha e o fermento e misture. Reserve. Bata as claras em neve e reserve-as. À parte, bata a manteiga e o açúcar na batedeira até formar um creme claro e fofo. Acrescente as gemas uma a uma, batendo bem a cada adição. Junte o coco ralado e volte a bater. Adicione a misture de farinha, alternando com o leite. Desligue a batedeira e acrescente o chocolate granulado e as claras em neve, misturando delicadamente. Divida a massa nas forminhas e leve ao forno por 30 minutos ou até que esteja assada.

Para a cobertura (creme amanteigado de chocolate):
Bata todos os ingredientes na batedeira em velocidade média até obter um creme homogêneo. Coloque o creme num saco de confeitar e cubra todos os cupcakes, decorando-os a gosto.

Dicas:
O livro diz que a receita da massa rende cerca de 24 unidades. Eu fiz apenas 1/4 da receita da massa (que deu 8 cupcakes) e 1/2 da receita da cobertura; e sobrou um pouco de cobertura. Para ficar com uma boa quantidade de cobertura, se você fizer a receita inteira de massa, recomendo dobrar a receita da cobertura.
Os cupcakes podem ficar fora da geladeira, mas consuma-os dentro de no máximo 3 dias e deixe-os cobertos de alguma forma (use uma tampa, ou uma bacia). Se você for colocar na geladeira, a cobertura endurecerá (ela volta a amolecer fora da geladeira, mas eu acho que não fica do mesmo jeito).
Para confeitar, recomendo deixar o creme amanteigado dentro da geladeira por alguns minutos para firmar levemente. Assim ficará mais fácil para confeitar. Mas não deixe por muito tempo, senão o creme endurece muito.

terça-feira, 2 de julho de 2013

Cestinha de Pastel (versão 2)


Tenho certeza de que muita gente se lembra dessa receita aqui. São as cestinhas feitas com massa de pastel, petisco super fácil de fazer e muito gostoso. Passou a fazer parte dos lanchinhos aqui de casa. Justamente por causa da frequência com que eu fazia pensei em diversificar o recheio, e então criei uma espécie de creme que na minha opinião é bem mais gostoso do que o conjunto presunto + queijo + catupiry + tomate por cima da massa. As cestinhas ficam mais bem recheadas (e com isso, mais pesadas) e mais bonitinhas.

Ingredientes:

1 embalagem de massa para pastel (tamanho médio)
1 caixinha de tomate cereja cortados em metades
300 gramas de catupiry
2 colheres (sopa) bem cheias de creme de ricota (se não achar, use meia caixinha de creme de leite)
2 colheres (sopa) bem cheias de requeijão cremoso
200 gramas de muçarela picadinha
200 gramas de presunto (ou peito de peru) picadinho
Orégano a gosto

Modo de preparo:

Para o creme, misture o catupiry com o creme de ricota e o requeijão. Leve ao fogo médio, mexendo sempre para formar um creme homogêneo. Quando estiver tudo bem misturado e derretido, junte o presunto e a muçarela. Misture bem e reserve.
Coloque as massinhas cruas dentro de forminhas de empada. Leve ao forno apenas para endurecer (não deixe dourar). Espere esfriar um pouquinho, retire e desenforme. Com uma colher de sobremesa, recheie bem cada cestinha. Finalize com a metade de um tomatinho e salpique orégano. Leve novamente ao forno para dourar. Sirva imediatamente.

Dicas:

Eu faço essas cestinhas nas minhas formas de cupcake para que fiquem mais "fundas", pois acho que assim dá para rechear melhor. As minhas forminhas de empada são bem pequenas.
Rechear com frango com catupiry também deve ficar muito bom. E por falar no catupiry, nada de genéricos viu? Depois vira um troço aguado e com gosto de farinha e vão falar que a culpa é minha...