terça-feira, 8 de junho de 2010

Fusilli Italiano com Salsichas



Ahhh... massas! Quem não gosta? Ainda mais quando é feito com ingredientes importados da Itália! A receita de hoje é muito fácil, mais ainda quando digo que não foi preparada por mim - peça para seu marido preparar como eu pedi para o meu rsrsrsrs. É simples, coloque os ingredientes na cozinha junto com o marido e se mande.

Preparar um macarrão é bem fácil, o diferencial são os ingredientes. Na foto, você pode ver o molho e a massa que escolhi. Em qualquer supermercado que tenha uma sessão de importados você encontra ambos. Vou postar como ele fez a receita:

Ingredientes:

1 pacote (500 gramas) de fusili italiano tipo 40
1 vidro grande de molho italiano, com tomate e manjericão
Salsichas (de qualidade!) picadas a gosto
1/2 lata de ervilha

Modo de preparo:

Leve o molho ao fogo, acrescente um pouquinho de água e deixe ferver. Teste o tempero e se necessário coloque mais sal. Pique as salsichas e acrescente juntamente com as ervilhas, abaixe o fogo e deixe por uns minutos. À parte, cozinhe o macarrão em água quente com um pouco de sal, por cerca de 10 minutos. Escorra o macarrão e coloque um pouco de azeite. Coloque numa travessa e sirva com molho e queijo parmesão.

Dicas:

O molho italiano não é nada ácido, então nada de ficar colocando açúcar para tirar a acidez. Também não coloque água demais, porque ele é bem encorpado e o bom é manter essa característica.
Use sua imaginação para "temperar" o molho. Ele não colocou mais nenhum tempero, mas vc pode acrescentar cebola, sal, mais manjericão, além de carne moída no lugar da salsicha, milho verde, etc. Há quem diga que colocar essas coisas estraga o sabor do molho de tomate, mas eu não acho.
Não deixe o macarrão passar do tempo de cozimento, senão vira um grude. Isso acontece com qualquer massa, seja ela italiana ou não.
Eu não gosto de passar o macarrão na água fria, mas tem quem o faça. Acho que além de esfriar a massa, gruda tudo. Prefiro cozinhar somente com sal, escorrer e só depois jogar azeite. As vezes sirvo com molho separado, pois acho que fica mais saboroso.

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Torta Veludo Negro



Essa receita é do culinarista Mauro Rebelo, dono da comunidade "Culinária-Receitas" do orkut e também do site "Bem Comer". Como o Mauro possui inúmeras receitas maravilhosas, resolvi testar essa que tinha uma foto de babar lá na comunidade e muita gente elogiando. Fiz algumas alterações na receita original dele.

Ingredientes:

Para a massa:
200 gramas de biscoito tipo “maizena”
6 colheres (sopa) de chocolate em pó
Raspas de 1 limão pequeno
150 gramas de manteiga levemente amolecida

Para o recheio:
1 caixinha de creme de leite
1 lata de leite condensado cozido na pressão por cerca de 35 minutos
6 colheres (sopa) rasas de chocolate em pó

Modo de Preparo:

Para a massa:
Triturar no liquidificador o biscoito. Passar para uma tigela, juntar o chocolate em pó, as raspas de limão e a manteiga. Misturar tudo com as mãos até obter uma massa maleável e uniforme. Forrar com essa massa o fundo e as laterais (cerca de 3 cm de altura) de uma forma de aro removível (20 cm de diâmetro). Levar à geladeira até ficar bem firme.

Para o recheio:
Bater o doce de leite na batedeira em temperatura ambiente. Juntar o creme de leite ao doce de leite. Acrescentar o chocolate em pó, misturar tudo até obter um creme liso. Rechear a massa de biscoitos e chocolate com esse creme e levar à geladeira por cerca de 4 horas. Na hora de servir, decorar com coco seco em flocos ou fitas de coco. Desenformar e colocar em um prato de servir.

Dicas:

O limão na massa dá um toque azedinho interessante na torta. Se você não gosta, retire o limão.
Tanto no recheio quanto na massa, usei chocolate em pó mesmo e não achocolatado. O chocolate em pó é muito mais forte, por isso, diminuí a quantidade em relação a receita original. Caso prefira um gosto mais acentuado de chocolate, coloque 8 colheres (sopa) na massa e 6 colheres (sopa) bem cheias no recheio. Se você usar o achocolatado, deverá ficar doce demais.
O recheio fica bem cremoso. Caso prefira um creme mais firme, diminua a quantidade de creme de leite para meia caixinha.
Essa torta deverá ser retirada apenas no momento de servir, caso contrário, o creme começa a amolecer. A receita original também dizia que a torta ficava ótima no congelador, mas eu não testei.
Gostei muito desse recheio, deve ficar uma delícia também em um pavê.

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Rocambole de Brigadeiro



Eu amo rocamboles e não consigo comprar um que não seja seco e duro. Em Belém então, nem se fala, ainda não descobri nada como a "Vó Sinhá" em Juiz de Fora, ou a "Torteria Haguanaboka", de São José dos Campos. Na verdade existe um lugar que vende rocamboles incríveis, mas é muuuuito longe daqui. Fica em Lagoa Dourada - MG, comi umas vezes quando o Bruno ia para o sul de Minas, passava por lá e trazia pra mim. Esse foi o segundo rocambole que fiz, não se compara ao de Lagoa Dourada, mas serviu pra matar a vontade.

Ingredientes:

Para o rocambole:
6 claras
6 gemas
6 colheres (sopa) de açúcar
6 colheres (sopa) de farinha
1 colher (chá) de essência de baunilha

Para o brigadeiro:
1 lata de leite condensado
1 colher (sopa) de margarina
3 colheres (sopa) de achocolatado

Para a cobertura:
1 caixinha de chantilly sabor chocolate (uso o da marca Hulalá)

Modo de Preparo:

Para o rocambole:
Bater bem as claras, até o ponto de neve. Acrescentar as gemas, uma a uma, sem parar de bater. Ainda com a batedeira ligada, juntar o açúcar peneirado aos poucos. Desligar a batedeira e juntar delicadamente a farinha de trigo, também peneirada. Untar com manteiga o fundo de uma fôrma retangular grande, colocar uma folha de papel manteiga apenas no fundo, untar novamente por cima do papel. Despejar a massa e levar ao forno (220ºC) até assar. O tempo varia para cada forno, no meu levou uns 40 minutos. Depois de assado, desenforme ainda quente sobre um pano de prato úmido com açúcar polvilhado. Não retire o papel manteiga e enrole ainda quente. Espere uns minutos até esfriar, desenrole, retire o papel manteiga e espalhe o recheio. Enrole novamente e coloque sobre um prato de servir. Aplique a cobertura e leve para gelar.

Para o brigadeiro:
Misturar todos os ingredientes e levar ao fogo até engrossar bem. Não deixe dar o ponto de enrolar, deve ficar um pouco mais mole.

Para a cobertura:
Deixar a caixinha de chantilly previamente no freezer por cerca de 1 hora. Bater até atingir o ponto, aplicar sobre o rocambole e levar para a geladeira.

Dicas:
Com essa massa básica de rocambole, você pode fazer usando qualquer recheio e qualquer cobertura. Fica muito bom com doce de leite (leite condensado cozido na pressão). A cobertura também é opcional, caso não queira usar, polvilhe açúcar de confeiteiro por cima. Use sua criatividade.
A massa de rocambole é chatinha de mexer. Gruda o tempo todo - ou no pano, ou no próprio papel manteiga. Exige paciência para fazer.
Ao bater a massa, você vai notar que deu quase uma vasilha cheia da batedeira. É assim mesmo, não é que rendeu demais (eu nem acho que rende tanto), é porque fica uma massa muito espumosa, ao assar ela reduz na forma e fica baixinha.
A essência de baunilha é opcional, coloco porque acho que tira o gosto de ovo da massa.

terça-feira, 1 de junho de 2010

Bolo de Pão de Queijo



Que tal uma receita salgada para variar? Essa minha mãe pegou num programa de culinária da TV, não me lembro qual, testou e foi sucesso. Já vi também na comunidade "Culinária - Receitas" do Orkut. Faço sempre que não temos pão pro café da tarde.

Ingredientes:

3 ovos
½ xícara (chá) de óleo
½ xícara (chá) de leite
250 gramas (2 e ½ xícaras de chá) de polvilho doce
1 colher (sopa) de fermento em pó
1 xícara (chá) de queijo parmesão ralado
1 colher (chá) rasa de sal

Modo de preparo:

Bater todos os ingredientes na batedeira, exceto o fermento que deve ser misturado depois, com uma colher. Despejar em uma forma untada e enfarinhada, levar para assar em forno pré-aquecido por cerca 20 minutos. Servir quente.

Dicas:

O bolo é bom quando está quentinho. Se sobrar, esquente no microondas (acredite, fica bom!) ou numa sanduicheira. Esse da foto é meia receita, eu prefiro fazer menos porque sobra pouco para o dia seguinte.
Fazer numa fôrma redonda deixa o bolo mais bonito, mas gosto mais de fazer numa assadeira retangular para ficar com aquela casquinha característica.
Depois que colocar a massa na assadeira, salpique queijo ralado por cima antes de levar ao forno. Fica ótimo!